Governo do RS autoriza escolas a serem pontos de vacinação de crianças contra covid-19 e pólio

Em relação à pólio, o reforço nos pontos de vacinação é necessário devido à campanha nacional de combate à doença.

Compartilhe:
Foto: Cristine Rochol/PMPA

 

O governo do Rio Grande do Sul definiu que as escolas públicas e privadas poderão ser mais um local de vacinação de crianças contra covid-19 e pólio no Estado.

A medida foi autorizada pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) e está liberada para se iniciar a partir de 31 de agosto. Segundo o governo do Estado, o principal motivo para a ampliação dos pontos é a baixa cobertura vacinal de crianças, entre 5 e 11 anos, contra a covid-19.

Conforme dados do Cevs (Centro Estadual de Vigilância em Saúde), 68% desse público tomou a primeira dose e apenas 47%, a segunda.

Em relação à pólio, o reforço nos pontos de vacinação é necessário devido à campanha nacional de combate à doença, que está em vigor em todo o país até o dia 9 de setembro. Até o momento, 150 mil crianças receberam a tradicional gotinha, o que representa 27% do total das crianças de 1 a 4 anos.

“Nossa missão é levar a vacina onde está o público que precisa ser vacinado. Neste caso, sempre com a anuência dos pais e das mães. Esperamos que as escolas se mobilizem e recebam as equipes da Saúde de braços abertos para esta nova etapa da campanha”, disse a secretária da SES, Arita Bergmann.

O governo do Estado ressaltou que outras informações sobre os locais e escolas serão divulgados nos próximos dias.


Compartilhe: