Em Santa Catarina, chuva forte causa alagamentos, deslizamentos de terra e deixa famílias fora de casa

O vento forte passou dos 100 quilômetros por hora em alguns municípios de Santa Catarina. Também há queda de árvores e danos em residências.

Compartilhe:
Em Criciúma, ruas ficaram alagadas por conta da chuva(Foto: Corpo de Bombeiros Militar/Divulgação)

O estado de Santa Catarina registra estragos por causa da passagem de uma frente fria associada a um ciclone extratropical. Se no Rio Grande do Sul, os danos foram pequenos como alagamento de ruas em Três Forquilhas e um deslizamento de terra em Santa Cruz do Sul, no estado vizinho há diversas ocorrências. Foram registrados alagamentos, deslizamentos de terra, queda de muros e danos em residências. Penha, no Litoral Norte de SC, decretou situação de emergência.

Ao menos 17 pessoas estavam fora de suas casas por causa do tempo instável, segundo boletim da Defesa Civil catarinense. São cinco em Nova Veneza, quatro em Morro da Fumaça e oito em Jaguaruna, todas no Sul de Santa Catarina. O órgão de proteção civil estadual recebeu notificação de ocorrências em 31 municípios.

O vento forte passou dos 100 quilômetros por hora em alguns municípios. É o caso de Urupema, onde as rajadas chegaram aos 111,9 km/h e Bom Jardim da Serra, com 108 km/h.

Em Florianópolis, a maior rajada de vento foi de 62,5 km/h, segundo a Defesa Civil. Uma árvore caiu sobre uma casa no bairro Agronômica e causou a destruição do imóvel. Também houve queda de árvores no Córrego Grande e na Trindade.

Outras ocorrências de menor porte foram registradas, como a queda parcial do teto de um imóvel desocupado na rua Anita Garibaldi, no Centro. Carros foram atingidos pelos escombros.

O abastecimento de energia elétrica também foi afetado. Segundo a Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina), foram registradas mais de 750 chamados apenas na região da Grande Florianópolis. Até as 14h45, cerca de 115 mil unidades consumidoras em todo o estado estavam sem energia elétrica. As cidades mais afetadas são da região de Itajaí e de Joinville.


Compartilhe: