PSC confirma nome de Roberto Argenta como candidato a governador do Rio Grande do Sul

Argenta, que é empresário e proprietário da Calçados Beira Rio, diz que quer fazer uma gestão focada em “desperdício zero”.

Compartilhe:
Roberto Argenta, candidato a governador do RS pelo PSC. Foto: reprodução de vídeo / @oficial_argenta no Twitter

O empresário Roberto Argenta foi confirmado por meio de convenção do PSC (Partido Social Cristão) como candidato ao cargo de governador do Rio Grande do Sul. Ele é o primeiro nome a se tornar, oficialmente, um dos postulantes ao Palácio Piratini na disputa de outubro.

Argenta, que é empresário e proprietário da Calçados Beira Rio, diz que quer fazer uma gestão focada em “desperdício zero”. Dentre suas propostas, divulgadas em redes sociais, estão a venda de prédios públicos subutilizados ou abandonados. Um dos primeiros “alvos” é o Palácio das Hortênsias, residência oficial de verão do Governador do Rio Grande do Sul, localizado em Canela. Ao todo, segundo o candidato, são 14 mil propriedades do Governo do Estado que estariam subutilizados.

A convenção que indicou Argenta como candidato do PSC foi realizada no Teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa do RS. A vaga para candidato a vice-governador, no entanto, segue em aberto. A tendência é que o SD (Solidariedade) apoie os sociais-cristãos com a indicação da médica Sandra Weber, ex-vice-prefeita de São Gabriel e candidata ao Senado em 2018.

Perfil de Roberto Argenta (PSC)

É natural de Gramado, filho de pequenos agricultores e trabalhou na roça ajudando sua família até os 11 anos de idade. Foi seminarista em Gravataí e formou-se em Ciências Contábeis pela UFRGS. Na capital gaúcha, trabalhou em diversas empresas nas áreas financeira e de auditoria contábil.

Fundou, em 1975, a Calçados Beira Rio S.A. em um pequeno galpão de madeira na cidade de Igrejinha. A empresa, responsável por um mix de marcas em diversos segmentos do ramo calçadista, exporta para mais de 95 países. A empresa é responsável por gerar, direta e indiretamente, mais de 25 mil empregos. Todas as unidades fabris da empresa estão localizadas no Rio Grande do Sul.

Na política, o empresário foi vereador e prefeito de Igrejinha, deputado federal e presidente da PROCERGS entre os anos de 1998 e 2003. Se considera “insatisfeito com os rumos do Estado” e “disposto a retribuir aos gaúchos tudo que conquistou com trabalho no Rio Grande do Sul”.


Compartilhe: