Posto de combustível tem tanque e bomba interditados em Viamão

Foi constatado que o combustível do posto de Viamão apresentava características fora das especificações legais.

Compartilhe:

O Ministério Público do Rio Grande do Sul informou que um posto de combustível teve o tanque e a bomba interditados em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

O fato aconteceu após uma ação para combater à adulteração de combustíveis realizado pela Promotoria de Justiça Especializada de Defesa do Consumidor.

“Resultou na interdição, nesta segunda-feira, 25 de julho, do tanque e de uma bomba de óleo diesel comum do posto Dalpetro Abastecedora de Combustíveis Ltda., em Viamão, por meio de decisão liminar obtida em ação cautelar”, disse o Ministério Público.

De acordo com o Ministério Público, em análise realizada pelo Laboratório de Combustíveis do Instituto de Química da UFRGS  (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) foi “constatado que o combustível apresentava características fora das especificações legais”.

A ação foi proposta pelo promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, da Promotoria de Defesa do Consumidor de Porto Alegre.

“Além da interdição da comercialização do produto, mediante o lacramento da bomba e do tanque. A Justiça acolheu o pedido do Ministério Público de apreensão de notas fiscais do produto impróprio e coleta de amostra para eventual contraprova”, finalizou o Ministério Público.


Compartilhe: