Pedro Ruas desiste de candidatura ao Piratini e será vice na chapa de Edegar Pretto

Anúncio foi feito no final desta sexta-feira em Porto Alegre, em reunião com presença de dirigentes do PSOL, Rede e Federação PT, PCdoB e PV

Compartilhe:

O vereador de Porto Alegre Pedro Ruas (PSOL) desistiu da candidatura ao cargo de governador, lançada na semana passada pelo partido. Em um acordo entre os partidos da Federação PT, PCdoB e PV e a Rede Sustentabilidade, Ruas será o pré-candidato a vice-governador na chapa de Edegar Pretto (PT). A reunião que selou a coligação para a chapa ocorreu na tarde desta sexta-feira (29).

As negociações entre os partidos tinham começado quando o ex-presidente Lula esteve no Rio Grande do Sul. Até semana passada, não havia um acordo, tanto é que Ruas lançou a candidatura em convenção do PSOL.

Crédito: Rafael Stedile / Divulgação

“Eu tenho muito orgulho desse momento. É com muita responsabilidade com o nosso Rio Grande do Sul que os nossos partidos construíram essa unidade. Foi muito diálogo, escuta e compromisso assumido conjuntamente. Nós vamos lutar muito para ter aqui no Rio Grande do Sul um palanque potente para o presidente Lula”, afirmou.

“Eu acho que as forças progressistas do estado, as forças que de fato representam o nosso povo, se unem para poder chegar a uma vitória histórica no Rio Grande. Esse é o nosso projeto, o nosso objetivo e, na minha opinião, em termos geracionais é a nossa obrigação. E é o que nós faremos”, salientou Pedro Ruas.

No entanto, após a decisão do ex-governador Olívio Dutra de concorrer ao Senado, na segunda-feira (25), as conversas avançaram. Nesta sexta-feira (29), foi selado o acordo na casa de Edegar Pretto.

O encontro político teve a presença do presidente do PT, deputado Paulo Pimenta; da presidenta do PSOL, deputada Luciana Genro e do vereador Roberto Robaina, nome do PSOL para ocupar a primeira suplência de Olívio Dutra. O segundo nome será indicado pelo PCdoB. Também participaram da reunião o presidente do PV, Marcio Souza; e o porta-voz da Rede, Andrezão Costa.


Compartilhe: