Juventude perde para o Atlético-MG no Alfredo Jaconi pelo Campeonato Brasileiro

A equipe jaconera permanece no Z-4 do Brasileirão

Compartilhe:

No primeiro jogo sob comando de Umberto Louzer no Alfredo Jaconi, o Juventude perdeu para o Atlético-MG por 2 a 1, na tarde deste sábado (2). A partida foi válida pela 15° rodada do Campeonato Brasileiro. Hulk abriu o placar de pênalti para o Atlético no primeiro tempo, e Sasha ampliou na etapa final. Moraes descontou para o Juventude.

O Juventude tinha a dura missão de parar o poderoso Galo mineiro. E o jogo foi igual durante boa parte do primeiro tempo.

Os Jaconeros apostaram em uma marcação forte para conter a equipe mineira. Porém, não conseguiam levar perigo ao gol atleticano.

Já o Atlético entrou no jogo disposto a tocar a bola e a marcar em cima, mas desistiu por volta da metade da primeira etapa, atraindo o Juventude para seu campo.

Leia mais notícias sobre Juventude
Leia mais notícias sobre Campeonato Brasileiro

O gol do Atlético saiu em uma dessas jogadas em que a zaga do Juventude estava voltando. Foi marcado pênalti no momento em que Ademir invadia sozinho a área. Hulk converteu.

Com o Atlético na frente, o Juventude precisava se expor. E o Galo soube se aproveitar e fez o 2 a 0 logo nos primeiros minutos da etapa final, com Sasha.

Mesmo com as dificuldades em atacar, o Juventude conseguiu descontar, com Moraes, que havia entrado no lugar do criticado William Matheus. Depois, os jaconeros foram todos ao ataque. Mas a pressão não foi suficiente.

Primeiro tempo

O Atlético deu um susto logo no primeiro minuto, com Calebe. César defendeu para escanteio. O Juventude respondeu com chute sobre o gol de Chico Kim.

O jogo era estudado. O Juventude fechava a marcação e explorava espaços, sobretudo pelo lado de Chico Kim. Já o Atlético tentava encaixar uma marcação alta para retomar a posse rápido. Porém, ninguém criava nada efetivo.

Minutos depois, a marcação do Galo recuou um pouco. O Juventude, no entanto, não sabia explorar a posse que passava a ter de forma alternada com o adversário.

Até que, aos 27, em um momento no qual nenhuma das equipes era superior, o juiz marcou pênalti de William Matheus em Ademir. Hulk bateu e colocou o Atlético em vantagem.

A torcida jaconera ficou descontente. Isso porque o lateral da equipe de Caxias do Sul já havia cometido um pênalti contra o Atlético-GO.

Após o gol, o Juventude começou a tentar ser mais agudo. Mas quem assustou no fim da primeira etapa foi o Atlético, que soube explorar espaços e levar trabalho para a defesa da equipe gaúcha.

Segundo tempo

William Matheus acabou substituído por Moraes no intervalo. O Juventude precisava ir para cima. Mas foi o Galo que se aproveitou da situação e chegou nos primeiros minutos, em chute de Sasha que César defendeu.

Minutos depois, o segundo gol da equipe mineira. Em um contra-ataque puxado por Hulk, ele cruzou para área, Vargas ajeitou e Sasha, com o gol vazio, só teve o trabalho de colocar nas redes.

O jogo se estabilizou e o Juventude parecia resignado. Aos 25, veio a primeira defesa do goleiro do Galo, em chute de Moraes. E foi na insistência de Moraes que a equipe de Caxias do Sul descontou. O Lateral. Aos 30, ele chutou de fora da área, a bola desviou em Réver e foi para as redes.

O gol deu novo ânimo para o Juventude, que chegou a ter uma chance com Pitta, aos 44. Porém, este último gás não foi o bastante para fazer a equipe gaúcha pontuar na rodada.

Situação e próximo jogo

Com o resultado, a equipe gaúcha permanece no Z-4 do Brasileirão. O Juventude é 19º colocado com 11 pontos conquistados. Caso o Fortaleza pontue contra o Coritiba no domingo (3), o Juventude será lanterna. O próximo jogo do Juventude pelo Campeonato Brasileiro é contra o Coritiba. A partida será realizada no Couto Pereira, no domingo (10), às 11h.

Escalações

Juventude

César; Rodrigo Soares, Thalisson, Rafael Forster e William Matheus (Moraes); Yuri, Jadson; Capixaba (Paulo Henrique), Oscar Ruiz (Pitta) e Chico (Edinho); Ricardo Bueno –4-2-3-1Técnico: Umberto Louzer

Atlético-MG

Everson; Guga, Réver, Igor Rabello e Arana; Allan, Calebe (Nacho Fernández) e Ademir (Otávio); Vargas (Rubens), Hulk (Fábio Gomes) e Sasha (Mariano) –4-3-3Técnico: Antonio Mohamed.

Arbitragem

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistente 1: Alex Ang Ribeiro (SP)
Assistente 2: Evandro de Melo Lima (SP)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (SP)

 


Compartilhe: