Homem morre após ser baleado em caçada de javalis em Cachoeira do Sul

Compartilhe:

Um homem morreu após ser atingido por um disparo de arma de fogo em Cachoeira do Sul, na região Central do Estado. A vítima teria sido atingida por um disparo acidental durante a madrugada deste sábado (30) durante uma caçada a javalis.

Quatro homens estavam na localidade de Piquiri, no interior do município, fazendo caça do animal exótico. Foi quando um deles fez um disparo de espingarda calibre 16 em direção a um desses animais. No entanto, o tiro acabou atingindo um dos seus amigos de caçada.

Edenir Freitas dos Santos, 44 anos, conhecido como Barranco, chegou a ser socorrido com vida. No entanto, ele não resistiu ao ferimento causado pelo disparo e morreu durante atendimento médico no HCB (Hospital de Caridade e Beneficiência), de Cachoeira do Sul.

Em depoimento, o autor do disparo afirmou que não havia luminosidade suficiente e que não percebeu que o amigo estava na linha de tiro. A versão foi corroborada por outros dois caçadores, dentre eles um irmão da vítima, de 47 anos.

Os três foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Cachoeira do Sul para registro de ocorrência e tomada de depoimento. No local, o autor do disparo teve a prisão em flagrante delito por homicídio culposo, quando não há intenção de causar morte, lavrada pela delegada responsável pelo plantão. O homem foi encaminhado ao Presídio de Cachoeira do Sul.

Os outros dois indivídos tiveram a prisão em flagrante delito. No entanto, foram liberados após o pagamento de multa de R$ 800. Diligências foram realizadas até o local onde estava sendo realizada a caça dos javalis. Duas espingardas calibre 20 e outras duas calibre 16, 20 cartuchos deflagrados e outros nove intactos foram apreendidos.

O velório de Edenir está marcado para começar na noite deste sábado, em Santana da Boa Vista, de onde ele era natural. O sepultamento está marcado para as 9h da manhã de domingo, no cemitério da localidade de Serra dos Vargas, no interior do município.


Compartilhe: