Em jogo cheio de gols, Inter empata com o São Paulo no Beira-Rio pelo Campeonato Brasileiro

Com o resultado, o Inter é o 6º colocado, com 30 pontos

Compartilhe:

O Inter empatou em 3 a 3 com o São Paulo, no Beira-Rio, na noite desta quarta-feira (20). A partida foi válida pela penúltima rodada do primeiro turno do Brasileirão.

E o Gigante teve ótimo público. Os mais 32 mil torcedores que foram ver o Inter brigar pelas primeiras posições da tabela assistiram a um belíssimo jogo de futebol, mas também se decepcionaram com o time, que esteve três vezes à frente no placar, porém, acabou cedendo o empate.

Ambas os times estavam desfalcados, principalmente a equipe paulista. Mesmo assim, a partida foi disputada e teve bom nível técnico.

O primeiro tempo foi bastante agitado, com cinco gols. O Inter esteve na frente duas vezes, com dois gols de Pedro Henrique. Mas o São Paulo reagiu e deixou tudo igual em dois gols de Nikão. Até que um pênalti foi marcado em Alemão e Edenilson converteu, levando o jogo com vantagem colorada para o intervalo.

No intervalo, Mano pôs Johnny e tirou Maurício para tentar corrigir as falhas defensivas. Mas isso não foi suficiente para evitar o novo empate do São Paulo, com Luciano. Além disso, o Inter acabou tendo mais dificuldade de ir ao ataque na etapa final e não teve boas chances de vencer.

Primeiro tempo

O Inter marcou logo nos primeiros minutos. Aos 3, De Pena bateu falta e Pedro Henrique cabeceou para o gol. O goleiro Thiago Couto ainda tocou na bola, mas não foi o bastante para evitar a vantagem colorada.

Mas o São Paulo empatou minutos depois, com Nikão. O Tricolor paulista tramou uma jogada pela direita a partir de bom passe de Nestor, que passou por Igor Vinicius e foi parar no meia-atacante da equipe bem treinada por Rogério Ceni.

O jogo era bom. As duas equipes tentavam atacar sem deixar de ter preocupações defensivas.

O São Paulo parecia mais seguro e consistente no jogo. Mas, aos poucos, o Inter, que havia sentido o gol do adversário, foi se recolocando na partida.

Até que, aos 24, Pedro Henrique fez mais um de cabeça, dessa vez com cruzamento de Alemão. O São Paulo reclamou de uma falta no início da jogada e o VAR analisou o lance. Porém, o gol foi validado.

Mas a vantagem do Inter não durou muito. Na sequência, em jogada pela direita, a bola chegou para Nikão de novo empatar a partida. Em um primeiro momento, o bandeira assinalou impedimento, mas o VAR entrou em cena e foi constatada posição legal do jogador do São Paulo.

O jogo era bastante intenso. O Inter voltou ao jogo e Alemão sofreu pênalti. Edenilson bateu e o Inter fazia 3 a 2.

E não havia tempo para respirar. Antes do fim do primeiro tempo, o São Paulo ainda teve uma bola na trave, com Rodrigo Nestor.

Segundo tempo

Mano colocou Johnny no lugar de Maurício no intervalo, tentando corrigir os problemas defensivos da primeira etapa.

E teve mais VAR. Logo no início da etapa final, Pedro Henrique foi acionado na direita e cruzou para o meio da área. A bola desviou em Rafinha e entrou. Mas o juiz, com auxílio do árbitro de vídeo, anulou o lance.

Até que, aos 8, o São Paulo empatou de novo. Rafinha cruzou e Luciano cabeceou para as redes.

Era preciso reagir. O Inter tentava voltar ao ataque. Aos 15, Johnny teve uma chance, mas parou no goleiro. Aos 17, Mano mandou Wanderson ao jogo no lugar de Alemão.

O jogo perdeu um pouco em intensidade e passou a ser mais estudado. Aos 33, Moledo cabeceou para defesa de Couto após cobrança de escanteio.

Mano mudou de novo. Colocou Estevão, David e Thauan Lara. Saíram Heitor, De Pena e Moisés. E o Inter foi pra cima,

Mas foi o São Paulo que quase fez, com Welington. O Inter tentava responder. O jogo, próximo do fim, era lá e cá novamente. Mas o empate, em um jogo que alternou momentos de superioridade de parte a parte, prevaleceria.

Situação e próximo jogo

Com o resultado, o Inter é o 6º colocado, com 30 pontos. Agora, o Inter encerra o turno do Campeonato Brasileiro contra o Palmeiras. A partida será realizada no Allianz Parque, no domingo (24), às 16h.

Escalações

Inter

Daniel; Heitor (Estêvão), Moledo, Mercado e Moisés (Thauan Lara); Gabriel e Edenilson; Pedro Henrique, Mauricio (Johnny) e De Pena (David); Alemão (Wanderson) –4-5-1Técnico: Mano Menezes

São Paulo

Thiago Couto; Rafinha, Beraldo (Diego Costa) e Luizão; Igor Vinícius, Gabriel Neves, Talles Costa (Pablo Maia), Rodrigo Nestor (Igor Gomes) e Nikão (Eder); Marcos Guilherme (Wellington) e Luciano –4-4-2Técnico: Rogério Ceni

Arbitragem

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Auxiliar: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)
Auxiliar: Renan Aguiar da Costa (CE)
VAR: Adriano Milczvski (PR).


Compartilhe: