Convenção aprova por unanimidade chapa Lula-Alckmin à Presidência

Essa é a sexta vez que Lula concorrerá ao cargo, tendo vencido por duas vezes e governado o país por oito anos.

Compartilhe:
Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, e Geraldo Alckmin, do PSB. Foto: Ricardo Stuckert

O PT (Partido dos Trabalhadores) oficializou a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República nesta quinta-feira (21). A convenção realizada em São Paulo não contou com a presença do candidato, que está em viagem da campanha em Pernambuco.

Além da convenção do PT, também houve a reunião da Federação Brasil da Esperança, que reúne ainda o PCdoB e o PV. Com isso, Lula será o primeiro candidato presidencial a disputar por uma federação partidária, modalidade criada no ano passado.

O ex-presidente concorrerá no pleito tendo com vice Geraldo Alckmin (PSB), que terá seu nome confirmado na convenção do PSB, em Brasília, no próximo dia 29. Conforme comunicado oficial do PT, Lula estará no evento ao lado de seu vice.

Essa é a sexta vez que Lula concorrerá ao cargo, tendo vencido por duas vezes e governado o país por oito anos.

Segundo as pesquisas eleitorais divulgadas até o momento, o ex-presidente lidera com folga a corrida para o Palácio do Planalto. Já o atual mandatário, Jair Bolsonaro, aparece na segunda colocação. Os demais nomes não conseguem chegar aos dois dígitos nas pesquisas.

Na quarta-feira (20), o PDT confirmou o nome de Ciro Gomes para a disputa presidencial. O candidato, terceiro nas pesquisas, não indicou quem será seu vice na chapa.

O calendário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) indica que os partidos devem fazer suas convenções até o dia 5 de agosto e registrar as candidaturas até o dia 15 do mesmo mês.


Compartilhe: