Sebastião Melo sanciona lei que obriga linguagem padrão em Porto Alegre

Com a decisão, fica obrigatório o uso do Vocabulário Oficial da Língua Portuguesa nas escolas municipais de Porto Alegre.

Compartilhe:

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, decidiu sancionar o projeto de lei que proíbe o uso da chamada linguagem neutra em escolas da Capital, aprovado na Câmara Municipal no dia 4 de maio.

A lei será publicada no Dopa (Diário Oficial de Porto Alegre) nesta sexta-feira. Com a decisão, fica obrigatório o uso do Vocabulário Oficial da Língua Portuguesa nas escolas municipais e na administração direta e indireta.

O texto veta o emprego de palavras como “menine”, “todxs” e “amigue”, que fazem parte da chamada linguagem não-binária.

Os autores do projeto de lei são os vereadores Alexandre Bobadra (PL), Fernanda Barth (PSC), Hamilton Sossmeier (PTB), Jessé Sangalli (Cidadania), Nádia Gerhard (PP), Tanise Sabino (PTB) e Ramiro Rosário (PSDB).

 


Compartilhe: