Ouça no Meio-Dia: as denúncias de assédio sexual contra o presidente da Caixa e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta quarta-feira, 29 de junho de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

Dois homens foram mortos a tiros em Triunfo, na região metropolitana de Porto Alegre, na noite de terça-feira. Segundo a polícia, as vítimas são um empresário e o filho dele. A motivação do duplo homicídio seria uma discussão envolvendo a esposa do autor dos disparos. Conforme a Polícia Civil, o crime ocorreu em uma empresa do ramo de transportes localizada próxima do Polo Petroquímico de Triunfo. O suspeito do crime era cozinheiro e morava com a mulher em um imóvel localizado dentro do terreno da empresa. Ainda por razões desconhecidas pela polícia, a companheira do indivíduo teria se desentendido com o empresário e se queixado com o indivíduo. O cozinheiro também discutiu e, logo em seguida, atirou contra o proprietário e o filho dele. Nelson Joel de Oliveira Ferreira, 61 anos, e Anderson Guedes Ferreira, 36, foram baleados. Eles foram socorridos para o Hospital de Montenegro, onde foram atendidos. No entanto, ambos não resistiram aos ferimentos e morreram. O autor dos disparos, que usava tornozeleira eletrônica, fugiu do local. O sinal do equipamento foi interrompido, indicando que o indivíduo rompeu o equipamento eletrônico. Buscas foram realizadas pela Brigada Militar no entorno da BR-386, mas o homem não foi preso até o fechamento desta edição do Meio-Dia.

Um homem de nacionalidade haitiana morreu em decorrência de facadas em Caxias do Sul, na Serra gaúcha. O fato ocorreu na noite desta terça-feira na Rua Pedro Viezzer, bairro Presidente Vargas. Segundo a Polícia, a vítima foi atingida pelo menos três vezes no pescoço e em um dos braços. A motivação teria sido uma briga pessoal com um suspeito que também seria haitiano. O suspeito fugiu do local e, até o fechamento desta edição do Meio-Dia, não havia sido localizado. A vítima ainda não teve a identidade divulgada. No momento da chegada da polícia, ela estava sem documentação. Porém, ela morava com outras pessoas da mesma nacionalidade próximo ao local do crime e, devido a esse fato, foi reconhecida no local. Seu nome e sua idade devem ser confirmados por exames encaminhados pela perícia. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios.

A prefeitura de Porto Alegre abriu a aplicação da segunda dose de reforço da vacina contra a covid-19, ou a quarta dose, para todas as pessoas a partir de 48 anos vacinadas com a terceira dose até 1º de março, ou seja, a pelo menos quatro meses. Para organizar o processo e garantir o acesso de todos, evitando filas, a prefeitura optou por fazer um escalonamento do público. O cronograma chega à população em geral de 40 anos ou mais no dia 5 de julho. A ampliação segue orientação do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde. Para reforçar a rede de atendimento, a prefeitura ampliou de 26 para 36 o número unidades de saúde que realizam a vacinação, que também ocorre no Shopping João Pessoa. Para receber a dose, é necessário apresentar documento de identidade e carteira de vacinação. Profissionais de saúde também devem apresentar comprovante de vínculo com o conselho de classe. Seguindo orientação do Ministério da Saúde, deverão ser utilizadas as vacinas da Pfizer, AstraZeneca ou Janssen, de acordo com a disponibilidade de doses de cada município.

O Ministério Público Federal abriu investigação contra Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica, após denúncias de assédio sexual. A investigação está sendo realizada em sigilo. Pelo menos doze mulheres relatam terem sido alvo de assédio sexual por parte de Guimarães. No entanto, outras vítimas ainda não fizeram denúncias por medo do presidente da Caixa, a quem classificam como alguém de “perfil ameaçador“, segundo a TV Globo. Funcionárias do banco apontam terem enfrentado situações nada profissionais, em mais de uma ocasião, inclusive durante viagens oficiais realizadas pelo país. Em um dos casos relatados, Guimarães teria pedido um carregador de celular a uma das vítimas e a recebido vestindo apenas uma roupa íntima no quarto do hotel onde ele estava hospedado. Ele pediu para que ela entrasse no ambiente, mas a vítima recusou e reclamou que aquele comportamento não era adequado. Segundo outra vítima, Guimarães também pedia abraços inoportunos em frente a outros subordinados, perguntando se a funcionária era “leal” e se “confiava nele”. Outra vítima aponta que ele se insinuava, pedindo abraços, onde tentava tocar seus seios ou suas partes íntimas. Algumas dessas mulheres dizem que simplesmente desistiram de usar o canal de denúncias oferecido pela Caixa. Elas afirmam que souberam de outros casos de assédio moral e sexual que não teriam sido levados adiante e contam que as vítimas sofreram retaliações. Pedro Guimarães é muito identificado com Bolsonaro e apoiador de primeira hora do presidente. Ainda melindrado com a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, na semana passada, o núcleo político do governo decidiu que Guimarães deve deixar o cargo. Ainda não se sabe se ele vai pedir demissão ou se ele será exonerado.

A quarta-feira terá queda de temperatura ao longo do dia no Rio Grande do Sul. O dia começou com muitas nuvens e garoa, ou mesmo chuva, em algumas áreas. Mas depois, ao longo do dia, uma massa de ar seco e frio, de origem polar, avança sobre o Rio Grande do Sul. O tempo fica frio e seco, sobretudo a partir do entardecer, em grande parte do Estado. As temperaturas diminuem um pouco em relação aos últimos dias. Máximas de 16ºC em Porto Alegre e Cachoeirinha, 15ºC em Santa Maria e 13ºC em Canguçu. Na quinta-feira, o tempo continua estável, com temperaturas ainda mais baixas pela manhã, principalmente na Campanha e na Serra gaúcha. Nesses locais existe a chance de formação de geada. Já durante a tarde, as temperaturas se elevam um pouco mais em comparação ao dia anterior. A tendência é que novas instabilidades avancem entre a Campanha e região Sul na sexta-feira.


Compartilhe: