Ouça no Meio-Dia: a consulta à restituição do Imposto de Renda e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta quinta-feira, 23 de junho de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

A Polícia Civil indiciou por racismo um homem que admitiu ter gravado e compartilhado nas redes sociais um áudio com ofensas de cunho racista, machista e gordofóbico a uma policial militar. O autor da gravação é um estudante de 20 anos que já tem passagem pela polícia por violência psicológica contra uma ex-namorada. Na mensagem, de aproximadamente dois minutos, o autor descreve uma suposta abordagem policial em uma blitz na Rua Luciana De Abreu, no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Ele afirma que a oficial teria sugerido que ele estivesse bêbado. Depois, profere uma série de ofensas e diz, ainda, que mataria a PM, mas não deixaria que ela o prendesse. O inquérito foi aberto através de uma instauração de ofício. Isso ocorre quando a polícia inicia a investigação com as provas que tem, sem que a vítima tenha registrado ocorrência. Durante as investigações, a polícia ouviu sete pessoas e recebeu uma denúncia anônima. Mesmo sem a identificação da vítima, o estudante foi indiciado por racismo contra a coletividade. A Brigada Militar também ouviu o suspeito e trabalha no caso.

A professora e advogada Paula Ariane Lutterbeck, de 41 anos, morreu em um acidente de trânsito no Vale do Taquari. O fato ocorreu na noite desta quarta-feira, na RSC-453, na Rota do Sol, em Westfália. A colisão envolveu o carro em que estava a professora e dois caminhões. A professora morreu no local do acidente. Os motoristas dos outros dois veículos não se feriram. A professora era casada com o secretário de Educação de Imigrante, e tinha dois filhos. Devido ao falecimento, a prefeitura da cidade estabeleceu regime de plantão para as escolas municipais na tarde desta quinta.

A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre disponibiliza nesta quinta-feira a aplicação da segunda dose de reforço da vacina contra a covid-19, ou a quarta dose, para profissionais de saúde a partir dos 18 anos. Podem receber a dose da vacina profissionais vacinados com a terceira dose até 23 de fevereiro, ou seja, há pelo menos quatro meses. Amanhã será a vez de pessoas com 55 anos ou mais. O escalonamento segue nos próximos dias até chegar na população em geral de 40 anos ou mais no dia 5 de julho. A prefeitura anunciou também que irá alterar as regras para as pessoas que iniciaram o esquema vacinal contra a Covid-19 com o imunizante da Janssen. Nesta sexta-feira, pessoas com 55 anos ou mais que receberam a dose de reforço, a segunda dose, há pelo menos quatro meses, terão direito a receber a terceira dose de Pfizer, Janssen ou AstraZeneca, de acordo com a disponibilidade de doses do município. O cronograma começa com pessoas de 55 anos ou mais no dia 24 e chega na faixa etária dos 40 anos no dia 5 de julho. Após esta data, será reavaliada a quantidade de doses em estoque e verificada a possibilidade de divulgar novo escalonamento, contemplando todos a partir de 18 anos. Além deste novo público, a aplicação da segunda dose de reforço, ou a terceira dose, continua mantida para imunocomprometidos a partir de 18 anos. A vacinação irá ocorrer em 36 unidades de saúde e no Shopping João Pessoa. Para receber o imunizante, será necessário apresentar documento de identidade e carteira de vacinação.

A Receita Federal liberou na manhã desta quinta-feira a consulta ao segundo dos cinco lotes de restituição do imposto de renda de 2022. O lote também contempla restituições residuais de anos anteriores. A consulta pode ser feita na página da Receita Federal da internet ou no aplicativo Meu Imposto de Renda, disponível para os smartphones dos sistemas Android e iOS. A consulta no site permite também a verificação de eventuais pendências que impeçam o pagamento da restituição. Caso venha a ser encontrada alguma inconsistência na declaração, será possível enviar uma declaração retificadora e esperar os próximos lotes. O valor será pago no dia 30 de junho deste ano. Ao todo, 4.250.448 contribuintes vão receber R$ 6,3 bilhões.

A previsão do tempo aponta chuva para quase todo o Rio Grande do Sul nesta quinta-feira. Ontem, o tempo instável causou temporais com granizo pelo Rio Grande do Sul. No fim da tarde, um forte temporal com granizo atingiu os municípios de Segredo, Arroio do Tigre e Canoas. Depois, durante a noite, cidades da Serra gaúcha foram atingidas por chuva forte com granizo. Nesta quinta, a temperatura varia pouco e a umidade segue elevada no Estado. Existe a previsão de chuva forte na Região Metropolitana, na Serra, na Região Noroeste, no Litoral Sul e no Norte do Estado. Além disso, segundo a previsão, no Norte, no Noroeste e no Litoral Sul as pancadas de chuva podem vir acompanhadas de rajadas de vento e descargas elétricas. Na sexta-feira, as chuvas permanecem na metade norte, principalmente entre o Norte e o Nordeste do Rio Grande do Sul. As temperaturas variam pouco na metade norte, devido à nebulosidade. Porém, na metade Sul, as temperaturas ficam baixas pela manhã e se elevam pouco à tarde. A tendência é que, no sábado, o tempo firme volte a predominar em boa parte do estado.


Compartilhe: