Ouça no Meio-Dia: a prisão do ex-diretor da EGR e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta terça-feira, 14 de junho de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

Uma operação deflagrada pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul e pela Polícia Civil do Estado acabou com a prisão de um ex-diretor da Empresa Gaúcha de Rodovias, a EGR, e de um servidor da Secretaria Estadual de Transportes e Logística.
A investigação foi instaurada a partir de provas de crimes contra a Administração Pública, em especial de corrupção, licitatórios e associação criminosa, relativamente a contratos, revogação de certames licitatórios e renovações de contratos entre a EGR e empresas arrecadadoras das praças de pedágio. A investigação teve início a partir da informação de que o diretor-presidente da EGR, que assumiu o cargo em 2021, teria determinado a suspensão e, posteriormente, a revogação de um procedimento licitatório em andamento para contratação de empresas para a execução dos serviços de operação e arrecadação em praças de pedágio. A partir da decisão, foram mantidos os seis contratos assinados em 2019, apesar dos fortes indícios de fraude, direcionamento, sobrepreço e formação de cartel no procedimento licitatório anterior. Segundo o MP, a revogação foi materializada fora dos padrões de normalidade da prática de atos administrativos, em absoluta desconformidade com as decisões e pareceres emanados pela Assessoria Jurídica da EGR, pela Procuradoria-Geral do Estado e pela própria Secretaria Estadual de Transportes e Logística, indicando seu desvio de finalidade. Ao todo, além dos dois mandados de prisões temporárias, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão nas residências e locais de trabalho de quatro investigados, entre eles a sede da EGR e a casa de um de seus ex-diretores. Os mandados foram cumpridos em Porto Alegre e São Leopoldo. Os outros dois alvos são duas pessoas ligadas ao ex-diretor. Os dois trabalharam com ele na estatal.

A Prefeitura de Porto Alegre inicia a partir desta terça-feira a aplicação da segunda dose de reforço, ou a quarta dose, contra a Covid-19 em pessoas de 59 anos. Segundo a Prefeitura, a abertura de público será possível porque a Capital vai receber 43 mil doses de vacinas contra a Covid-19. A ampliação segue orientação do Ministério da Saúde, que anunciou a dose de reforço para todas as pessoas a partir de 50 anos. Com a mudança, são mais de 100 mil pessoas aptas a receber a quarta dose na Capital. Por isso, a prefeitura viu a necessidade de realizar um escalonamento. A abertura para mais faixas etárias dependerá da quantidade de doses em estoque. O segundo reforço estará disponível para todas as pessoas a partir de 59 anos vacinadas com a terceira dose até 14 de fevereiro, ou seja, há mais de quatro meses. De acordo com nota técnica do Ministério da Saúde, poderão ser utilizadas as vacinas Pfizer, Janssen ou Astrazeneca, independentemente da dose aplicada anteriormente. A imunização irá ocorrer no Shopping João Pessoa e em 26 unidades de saúde. Para receber a dose, é necessário apresentar documento de identificação e carteira de vacinação.

A família do jornalista britânico Dom Phillips divulgou nesta terça-feira um comunicado a respeito do desaparecimento do repórter e do indigenista Bruno Pereira no estado do Amazonas. Os dois estão desaparecidos desde o último dia 5 de junho. Eles viajavam da comunidade de São Rafael para a cidade de Atalaia do Norte, no oeste do Amazonas, em uma região conhecida como Vale do Javari, mas não chegaram ao destino. Na manifestação, a família de Phillips afirmou que na última segunda-feira pela manhã, um representante da Embaixada do Brasil em Londres, Roberto Doring, entrou em contato para repassar informações recebidas de um canal oficial. A família disse ter ouvido por telefone que dois corpos tinham sido encontrados, mas que a identificação ainda não havia sido feita. Ainda na nota, a família cita a situação angustiante de a informação da localização dos corpos ter sido negada pela Polícia Federal do Brasil. A Polícia Federal já encontrou pertences dos desaparecidos e aguarda o resultado de uma perícia em material orgânico aparentemente humano encontrado na área das buscas. Porém, nega que dois corpos tenham sido achados na região das buscas.

O volume de serviços no Brasil variou 0,2% em abril deste ano frente ao mês de março, na série com ajuste sazonal. O índice foi divulgado pelo IBGE nesta terça-feira. O setor de serviços se encontra, em abril de 2022, 7,2% acima do nível de fevereiro de 2020, período pré-pandemia, e 4,2% abaixo de novembro de 2014, o ponto mais alto da série histórica. Na série sem ajuste sazonal, frente a abril de 2021, o volume de serviços cresceu 9,4% e assinalou a 14ª taxa positiva consecutiva. No ano, o volume de serviços acumula alta de 9,5%, frente a igual período de 2021. O acumulado nos últimos doze meses passou de 13,6% em março para 12,8% em abril de 2022, o que significa uma interrupção na trajetória ascendente iniciada em fevereiro de 2021. A alta do volume de serviços em abril foi acompanhada por apenas duas das cinco atividades investigadas: informação e comunicação, com 0,7% e serviços prestados às famílias, com 1,9%. Ambas emplacaram o segundo resultado positivo consecutivo. Em contrapartida, transportes, com -1,7%; profissionais, administrativos e complementares, com -0,6%; e outros serviços, com -1,6%, assinalaram as retrações deste mês. Na comparação com abril de 2021, o avanço foi de 9,4% em abril de 2022, o que significa a 14ª taxa positiva seguida. Entre os setores, o de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, com 15,5%, e o de serviços prestados às famílias, com 60,8%, exerceram as principais contribuições positivas sobre o volume total de serviços.

O tempo segue firme no Rio Grande do Sul nesta terça-feira. Houve registro de nevoeiro em algumas áreas do Estado nesta manhã. Existe condição de geada na Serra gaúcha. Ao longo do dia, segundo a previsão, o sol aparece entre poucas nuvens em todas as regiões do território gaúcho. Na quarta-feira, o tempo continua firme e com gradual elevação das temperaturas à tarde, porém com maior variação da nebulosidade sobre o estado. Já na quinta-feira, a tendência é que as instabilidades retornem às áreas da metade oeste, devido à influência de uma área de baixa pressão sobre o Paraguai.


Compartilhe: