Nota Fiscal Gaúcha: mais de 1,2 milhão de consumidores ainda não solicitaram o resgate no Receita Certa

O Receita Certa, ação do governo do Rio Grande do Sul, que tem como objetivo distribuir aos gaúchos parte do incremento real da arrecadação com o ICMS.

Compartilhe:

O Receita Certa, ação do governo do Rio Grande do Sul, que tem como objetivo distribuir aos gaúchos parte do incremento real da arrecadação com o ICMS proveniente do comércio varejista, já pagou nesta segunda rodada mais de 590 mil consumidores, o que totaliza um pagamento superior a R$ 26 milhões.

Porém, mais de 1,2 milhão de premiados ainda não requisitaram o resgate do prêmio no site do programa. A segunda solicitação do Receita Certa, modalidade do NFG (Nota Fiscal Gaúcha), pode ser realizada no site ou aplicativo do NFG até 27 de julho.

Pelas regras do Receita Certa, sempre que o varejo tem crescimento de arrecadação num trimestre, parte desse aumento é devolvido aos cidadãos que pediram CPF nas suas notas fiscais na hora da compra.

Os consumidores podem solicitar a devolução do Receita Certa, por meio de Pix (CPF do cidadão) ou depósito em conta corrente ou poupança ativa do Banrisul indicada pelo cidadão.

O resgate só é possível para contas vinculadas ao CPF do cadastro no programa NFG. O resgate irá variar de R$ 5 a R$ 172, conforme o número de pontos.

Como solicitar o resgate de valores:

• O valor mínimo de resgate será de R$ 5 e deverá ser solicitado em “meus prêmios”. O segundo resgate da premiação já pode ser solicitado por meio do aplicativo e do site do NFG.

• O consumidor tem prazo de até 90 dias para fazer o resgate dos valores. Caso não atinja o valor mínimo para resgaste no trimestre, o prêmio acumulará e ficará disponível nos trimestres seguintes, quando atingir o limite mínimo.

• Inicialmente, o pagamento será realizado por meio de Pix (CPF do cidadão) ou depósito em conta corrente ou poupança ativa do Banrisul informada.


Compartilhe: