Incêndio em centro de tratamento para dependentes químicos deixa 11 mortos em Carazinho

Dois pacientes estão hospitalizados. Um deles está em estado grave por causa dos ferimentos e, o outro, em estado estável. 

Compartilhe:
Foto: Instituto-Geral de Perícias / Divulgação

Um incêndio atingiu um centro de tratamento de dependentes químicos na cidade de Carazinho, na região Norte do Rio Grande do Sul. O incêndio teria começado por volta das 23h da noite de ontem (23). Dez pacientes morreram no local e a outra vítima durante atendimento médico no hospital. Ainda não se sabe o que motivou as chamas.

Dois pacientes estão hospitalizados. Um deles está em estado grave por causa dos ferimentos e, o outro, em estado estável.

As chamas atingiram um dormitório do Cetrat (Centro de Tratamento e Apoio a Dependentes Químicos), localizado no bairro Vila Rica. Ao menos 15 pessoas estavam no local no início das chamas.

O imóvel era de madeira, o que auxiliou na rápida propagação do fogo. Os dez pacientes que morreram no local, todos homens, não conseguiram deixar o dormitório. As janelas não tinham grades, mas seriam de pequeno porte, o que impossibilitaria a evacuação.

As causas do incêndio ainda são desconhecidas, mas o Corpo de Bombeiros não descarta nenhuma possibilidade para o início das chamas. Uma perícia será realizada pelo IGP (Instituto-Geral de Perícias) para identificar as causas do incêndio. A identidade das vítimas do incêndio não foi divulgada.

O prefeito de Carazinho, Milton Schmitz, decretou luto oficial no município por três dias.


Compartilhe: