Grêmio vence Novorizontino e encerra sequência sem vitórias na Série B

Na zona mista, Edilson foi questionado sobre uma possível discussão de Roger com os jogadores do Grêmio durante a semana depois do treino.

Compartilhe:

Com o apoio de mais de 12 mil torcedores na Arena, o Grêmio conquistou uma vitória importante no Campeonato Brasileiro Série B, diante do Novorizontino.

Na noite desta terça-feira (7), o time de Roger Machado venceu por 2 a 0. Os gols foram marcados por Diego Souza e Janderson. Com o resultado, o Gr:êmio chega a 17 pontos na tabela, na quinta posição.

Dentro de campo, o técnico gremista manteve a formação da equipe com três zagueiros, mas contou com desfalques.

Na defesa, Bruno Alves com sintomas gripais e Brenno, que sentiu um desconforto na panturrilha durante o aquecimento, estiveram fora da partida. No ataque, Janderson entrou na vaga de Benitez, lesionado.

Nos primeiros minutos, o Grêmio encontrou um adversário retrancado, dai teve de tocar mais a bola para chegar na área do Novorizontino.

O primeiro lance de perigo da partida veio aos sete minutos, a favor da equipe gremista. Edilson cruzou na cabeça de Diego Souza, que finalizou, mas a bola acabou desviando na defesa, e passou perto da trave.

Aos 9 minutos, Biel finalizou de fora de área, mas a bola subiu demais. Aos 13, Bitello chutou da entrada da grande área, porém sem perigo para o goleiro adversário. O lance irritou a torcida.

Depois de alguns minutos, o Grêmio voltou a pressionar no ataque. Aos 23 minutos, Janderson avançou pela direita, cruzou e, na finalização, Bitello chutou forte, fazendo o goleiro Giovanni realizar uma grande defesa.

No rebote, Biel quase empurrou a bola para o fundo das redes. Aos 32 minutos, a insistência parecia ter dado resultado. O gol saiu, mas a arbitragem viu impedimento de Bitello, que havia concluído para gol.

Aos 38 minutos do primeiro tempo, Gabriel Grando precisou trabalhar. Ronaldo cabeceou na entrada da pequena área, nas mãos do goleiro gremista, sem grande perigo.

No último minuto da primeira etapa, lances polêmicos aconteceram. Primeiro, Diego Souza chutou e a finalização pegou no zagueiro Rodolfo, fazendo os gremistas pedirem pênalti. O árbitro mandou o jogo seguir.

Logo depois, a bola bateu no mesmo jogador, após um chute de Geromel, e a arbitragem confirmou a penalidade, depois de analisar cerca de quatro minutos no VAR. Diego Souza cobrou e abriu o placar na Arena, 1 a 0.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Segundo tempo

O Grêmio retornou para a segunda etapa sem modificações e, assim como na primeira, os minutos iniciais foram de muito toque de bola do Grêmio, deixando o jogo morno. O Novorizontino voltou muito recuado.

Aos 13 minutos do segundo tempo, o Grêmio ampliou o marcador. A jogada começou com Nicolas, que tocou para Biel e ela acabou sobrando para Janderson, que estufou as redes, 2 a 0.

Na frente do placar, o Grêmio seguiu pressionando e levando perigo à meta de Giovanni. Aos 22 minutos, Elkeson cabeceou, após cobrança de escanteio, mas a bola foi para fora.

Depois deste lance, a partida deu uma esfriada, sem jogadas de perigo. O Novorizontino até tentou pressionar a defesa gremista no final do jogo, mas não levou dificuldades para Grando.

O próximo desafio do Grêmio será na próxima segunda-feira (13) quando enfrenta o Sport, em Recife.

Entrevista

“A nossa equipe bem crescendo na competição, está criando um pouco mais de corpo. Isso é importante para a Série B. Na hora que entrarmos no pelotão da frente, não podemos sair mais”, disse o lateral-direito Edilson.

Na zona mista, Edilson foi questionado sobre uma possível discussão de Roger com os atletas durante a semana depois do treino.

“Tudo mentira. A gente conversa muito. Ele, além de treinador, é um cara que sabe muito dos jogadores. Às vezes soltam notícias que não existem”, afirmou o jogador.

“Nosso ambiente é muito bom. Gostamos do Roger, de toda a comissão. Sabemos que o trabalho depende de resultados. Mas temos a tranquilidade que estamos no caminho certo”, completou Edilson.


Compartilhe: