Documentário vai recuperar a história do rally de velocidade no RS

A história será contada em 14 episódios, exclusivamente para o formato digital. A distribuição será feita através do YouTube e do Facebook, a partir do primeiro semestre de 2023

Compartilhe:

Será contada através de uma websérie a história do rally de velocidade no Rio Grande do Sul. O projeto, chamado “Rally: uma história em alta velocidade”, tem como objetivo o resgate histórico da modalidade no Estado.

A iniciativa trará, em um primeiro momento, entrevistas com os pioneiros do esporte no Estado, as pessoas que começaram toda a história, especialmente após a década de 1970. Depois, serão levantadas informações em cada um dos eventos que vão compor o Campeonato Gaúcho de Rally de Velocidade deste ano.

Segundo o diretor do documentário, o jornalista e publicitário, Edson Castro, o trabalho se dará “garimpando o máximo possível em histórias, relatos que vão envolver desde competidores a organizadores, voluntários e os fãs desta modalidade que desperta cada vez maior paixão entre os aficionados em nosso estado”, explica. A história será contada em 14 episódios, exclusivamente para o formato digital. A distribuição será feita através do YouTube e do Facebook, a partir do primeiro semestre de 2023.

As gravações da websérie em forma de documentário já iniciaram. Os trabalhos de pesquisa e roteiro começaram ainda em fevereiro. Os fãs podem ir acompanhando os trabalhos de gravações e bastidores pelas redes sociais oficiais do documentário, no Facebook e Instagram.

De acordo com Edson Castro, uma grande estrutura possibilitará que o documentário tenha o máximo de resgate histórico possível. “Já definimos todos os passos, desde roteiro, formação da equipe de trabalho, programação de entrevistas, atuação em campo, pesquisa, tudo para que possamos levar ao público um dos mais completos resgates históricos do automobilismo até hoje no RS”, acrescenta.

O rally de velocidade ganhou relevância no Rio Grande do Sul especialmente após a virada dos anos 2000 e hoje, inclusive, tem em Erechim, norte do Estado, a “capital brasileira do rally de velocidade”. O Estado garantiu também a formação de importantes nomes do esporte para o Brasil, tendo atualmente no piloto Ulysses Bertholdo, da cidade de Farroupilha, o maior campeão de todos os tempos com 20 títulos nacionais.

Financiamento

A empresa responsável pela produção é a Castro Assessoria em Comunicação. Para tornar possível a ideia, ela aprovou recentemente um projeto junto a Secretaria de Cultura do Estado, através da Lei de Incentivo Pró Cultura, que possibilitou que empresas aportassem recursos no projeto.

A Castro Assessoria propôs também que a entrega fosse feita de maneira gratuita, por isso a escolha pelas plataformas digitais para divulgação dos episódios a partir de 2023. Outro objetivo vai ao encontro de perpetuar o documentário, sendo que este será entregue aos museus do Estado, para que a memória do esporte seja preservada.

“Sem este financiamento, jamais conseguiríamos fazer um resgate cultural e histórico sobre o esporte, da maneira que em nosso entendimento fosse a ideal. O Pró Cultura veio assegurar que o grande público possa conhecer mais sobre a importância que o rally de velocidade tem no RS”, enfatiza Edson Castro.


Compartilhe: