RS bate recorde na produção de azeites em 2022

Hoje, o Rio Grande do Sul tem 70 marcas de azeite.

Compartilhe:
Olivicultura está presente em 108 municípios gaúchos. Foto: Fernando Dias/Seapdr

 

A produção de azeite no Rio Grande do Sul bateu recorde em 2022, com a industrialização de 448.580 litros.

O volume representa um aumento de 122% em relação ao ano passado (202 mil litros). Este e outros números da safra foram apresentados pelo secretário adjunto da Seapdr (Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural), Rodrigo Rizzo, durante o evento “Olivas no Cais”, que ocorre até domingo (22), no Cais Embarcadero, em Porto Alegre.

Na avalição Rizzo, o aumento extraordinário da produção de azeite este ano se deve à entrada em produção de novos olivais, do trabalho que os produtores e técnicos têm feito para aperfeiçoar tecnologias nos pomares e à resistência das oliveiras à estiagem.

Durante o evento, também foram apresentados números do Cadastro Olivícola, atualizado pela Seapdr, junto a Emater/RS-Ascar, e com o apoio do Ibraoliva (Instituto Brasileiro de Olivicultura).

Segundo a Seapdr, o cadastro aponta que a olivicultura está presente nas atividades de 321 produtores, de 108 municípios, e ocupa uma área plantada de 5.986 hectares.

Da área total, 3,4 mil hectares são produtivos, com oliveiras com idade de quatro anos ou mais.  Hoje, o Rio Grande do Sul tem 70 marcas de azeite.

Municípios produtores

Conforme a Seapdr, a maioria dos olivais está na Metade Sul do Rio Grande do Sul. Os principais municípios produtores são Encruzilhada do Sul, Canguçu, Pinheiro Machado, Bagé, Caçapava do Sul, Cachoeira do Sul, Viamão, São Gabriel, Santana do Livramento, Barra do Ribeiro, Sentinela do Sul, São Sepé, entre outros.

 


Compartilhe: