Ouça no Meio-Dia: a chance de neve no Estado e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta segunda-feira, 16 de maio de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

O número de mortes por dengue chegou a 28 no Rio Grande do Sul. O último óbito confirmado ocorreu em São Leopoldo, no Vale dos Sinos. Esse já é o maior número de mortes por dengue registradas no Rio Grande do Sul em um ano. No ano passado, foram 11 mortes em função da doença. Este ano registra, também, o maior número de casos confirmados. Já são mais de 23 mil casos positivos, dos quais 19.373 são autóctones, ou seja, contraídos em território gaúcho. A maioria das vítimas são idosos. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, das 28 mortes confirmadas, 20 foram de pessoas com 70 anos ou mais. A Secretaria da Saúde já decretou alerta máximo contra a dengue no Estado. A prevenção deve ser feita eliminando locais com água parada, onde o mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti, se reproduz.

Dois criminosos assaltaram um supermercado em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre, na madrugada desta segunda-feira. Segundo a Brigada Militar, os funcionários, cinco pessoas da equipe de monitoramento e de limpeza, foram feitos reféns pelos criminosos, mas ninguém ficou ferido. Os funcionários relataram aos policiais que foram trancados pelos criminosos em um compartimento do estabelecimento. Os criminosos haviam invadido o local. A polícia foi chamada por um vigilante que fazia ronda no pátio. Quando os policiais chegaram ao supermercado, os criminosos já haviam fugido. Segundo a Brigada Militar, a empresa afirmou que nenhum item foi levado do local. A Polícia Civil trabalha para identificar os criminosos.

Um homem de 35 anos é suspeito de assassinar a facadas a companheira, de 49 anos, em Porto Alegre. O crime aconteceu na manhã do último domingo. A polícia não divulgou as identidades da vítima e a do suspeito. O suspeito chegou a fugir, mas se apresentou à polícia algumas horas depois. Ele usava tornozeleira eletrônica e não foi encaminhado para uma casa prisional. Segundo a Brigada Militar, quem entrou em contato para denunciar o crime foi a mãe do indivíduo. O próprio filho foi quem buscou ela para pedir ajuda. O casal estava junto desde 2019. Até a ocorrência, não havia registro de violência doméstica entre eles.

A Prefeitura de Porto Alegre comunicou que o Sine Municipal da Capital abre a semana com mais de 1,5 mil vagas de emprego cadastradas. A unidade, localizada na Avenida Sepúlveda, esquina com Mauá, no Centro Histórico, tem 1.508 vagas disponíveis para retirada de cartas de entrevista de emprego. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O maior número de vagas é destinado ao setor de construção civil, como 144 oportunidades para eletricistas, 103 para montador de estruturas metálicas, 100 para auxiliar de encanador e 57 para pedreiro. No setor de serviços são 250 vagas para telemarketing receptivo. Além dessas, há ainda 200 vagas exclusivas para pessoas com deficiência. O interessado pode também retirar a carta de encaminhamento pelo aplicativo Sine Fácil, disponível para download gratuito no Google Play.

O dia começou com frio e nebulosidade no Estado. A Fronteira Oeste registrou geada. Também houve registro de sensação térmica negativa em São José dos Ausentes e Cambará do Sul, na Serra. Para esta segunda, também existe a possibilidade de chuva isolada no Estado ao longo do dia. Pode chover em algumas cidades na Região Sul do Estado entre a tarde e a noite. O ar frio antecede a chegada de um ciclone no Rio Grande do Sul. O ciclone ganha força entre a noite desta segunda e a madrugada de terça-feira. Ainda na terça-feira, com a aproximação do ciclone extratropical que estava em alto mar, os ventos se intensificam, especialmente na metade leste do estado e o mar se agita ainda mais. Há condições de chuva em boa parte do estado e chance de neve nos pontos mais altos da Serra. Além disso, o Instituto Nacional de Meteorologia emitiu um alerta laranja de perigo para todo o Estado, que prevê recorde de frio para o período de outono no Rio Grande do Sul. De acordo com o Inmet, o alerta vale a partir das 15h desta segunda até às 23h59 min de quarta-feira. A tendência é que os ventos e a chuva diminuam gradualmente na quarta-feira.


Compartilhe: