Ouça no Meio-Dia: os impactos do ciclone extratropical no Estado e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta terça-feira, 03 de maio de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

O ciclone extratropical começa a agir no Rio Grande do Sul e provoca nebulosidade e chuvas em todas regiões nesta terça-feira. Também existe risco de vento forte em algumas áreas do Estado. Segundo a previsão, a chuva ocorre de forma moderada na maioria das regiões ao longo do dia. Nas regiões Norte, Nordeste e Litoral Norte, no entanto, a instabilidade será mais forte. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, nessas regiões, o vento pode chegar a 100km/h. Além disso, não se descarta a possibilidade de queda de árvores, corte na energia elétrica e alagamentos. A Defesa Civil do Estado emitiu, ontem, um alerta válido para esta terça-feira, para chuvas volumosas e risco de transbordamento de rios em diversas regiões do Rio Grande do Sul. Amanhã, o tempo segue instável na metade Norte, com acumulados mais expressivos no Nordeste e rajadas de vento intensas no Litoral Norte. A tendência é que na quinta-feira, as instabilidades comecem a perder força, mas ainda chova na região Nordeste.

Ao menos três municípios do Litoral Norte do Rio Grande do Sul suspenderam aulas. O motivo é a previsão de chuvas intensas na região. As cidades que não terão atividades nas escolas são Torres, Mampituba e Três Forquilhas. No caso desta última, a decisão também vale para as escolas estaduais. Nas outras duas, as unidades escolares poderão manter as atividades a seu critério.

E mais de 2.500 pessoas estão fora de casa por causa das chuvas no Rio Grande do Sul. Quase a totalidade é em municípios da Fronteira Oeste. Em Alegrete, são 2.300 pessoas desabrigadas ou desalojadas por causa da cheia do Rio Ibirapuitã. Em São Gabriel, o número é de 170 por causa da cheia do rio Santa Maria. Em Caxias do Sul, nove pessoas tiveram que deixar duas casas no bairro Cidade Nova por causa de um desmoronamento de terra. E, agora pela manhã, a BR-470 foi interditada entre Barretos e André da Rocha. O motivo é o transbordamento do arroio Floriano. Não há previsão de quando a rodovia será liberada. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, o DNIT, orienta aos motoristas que utilizem como rotas alternativas a ERS-126, em Ibiraiaras ou a ERS-434, em Ciríaco.

Pode ser votado nesta terça-feira na Assembleia Legislativa um projeto de Lei enviado pelo governo do Estado que prevê a limitação de investimentos públicos como condição para adesão do Rio Grande do Sul ao Regime de Recuperação Fiscal. Este regime é ofertado pelo governo federal para estados em dificuldade financeira poderem quitar suas dívidas com a União, assim como obterem outros benefícios, como realizar operações de crédito. Quando a Assembleia aprovou o projeto, o Piratini havia incluído um artigo que previa que os investimentos deixariam de fazer parte do teto de gastos após o quarto ano da assinatura do contrato. Agora, porém, o Executivo quer retirar essa cláusula. Com isso, se o projeto passar, os investimentos e inversões ficam dentro do teto o tempo todo, não só nos primeiros três anos. A oposição contesta o projeto alegando que não diz respeito à União cobrar juros sobre juros, assim como ter lucro sobre os Estados. Segundo parlamentares da oposição, essa medida condena o desenvolvimento do Rio Grande do Sul. O pagamento da dívida com a União é considerado um dos principais entraves para a melhoria das finanças do Estado. Ela foi contraída em 1998, em um total de R$ 9,5 bilhões. No final do ano passado, o Rio Grande do Sul ainda devia R$ 73,7 bilhões à União. Atualmente o pagamento da dívida está suspenso por liminar do Supremo Tribunal Federal.

O governo do Rio Grande do Sul está disponibilizando um ingresso gratuito por pessoa para interessados em participar do South Summit Brasil. O evento ocorrerá no Cais Mauá, em Porto Alegre, entre os dias 4 e 6 de maio. O público-alvo dos ingressos são alunos do Ensino Médio e do Ensino Técnico, além de professores da rede pública de ensino. Há disponibilidade de 1.950 ingressos e, caso o público-alvo não complete a cota, os tíquetes gratuitos poderão ser distribuídos à população em geral. Os interessados devem fazer seu cadastro até as 19h desta terça-feira. Confira onde fazer o cadastro em Agora RS. A categoria do ingresso disponibilizado é a Visitor, que garante acesso às áreas de Marketplace, Foodtrucks & After Party, aplicativo do evento e networking. A categoria não dá acesso aos palcos de conteúdo.


Compartilhe: