Usando o Paradoxo de Monty Hall nas apostas

Compartilhe:

O problema de Monty Hall é um excelente exemplo de como, diante do simples desafio de selecionar um resultado favorável contra dois resultados desfavoráveis, exibimos uma incapacidade básica de ponderar corretamente as chances de sucesso.

Esta é uma questão crucial para os jogos de aposta de vários tipos (indo desde apostas esportivas a roleta na NetBet, por exemplo) porque, em termos simples, se um apostador não consegue reconhecer a probabilidade implícita e não sabe se as probabilidades de uma casa de apostas representam “valor”, ele nunca conseguirá ganhar dinheiro a longo prazo.

O enigma que deu início ao Paradoxo de Monty Hall

O Paradoxo de Monty Hall é um problema matemático, que expõe escolhas humanas irracionais. Ele surgiu a partir de um programa de TV chamado “Let ‘s Make a Deal”, que era exibido nos EUA e bastante popular entre os anos 60 e 70.

O programa apresentava o seguinte enigma: Atrás de uma das três portas está um carro luxuoso e atrás das duas outras – apenas uma cabra. Para ganhar o carro, você só precisa adivinhar atrás de qual das portas ele está escondido.

Porém, você não tem o conhecimento necessário que ajudará a entender o que está atrás das portas. Você escolhe uma porta e em seguida uma das duas outras se abre, mostrando uma cabra. Nesse momento você precisa decidir se quer manter a sua escolha inicial ou escolher a outra porta.

Com este desafio simples, mas inteligentemente apresentado, o programa demonstra como a maioria das pessoas pode exibir um comportamento contra intuitivo perante enigmas de probabilidade, e o mesmo pode ser dito dos apostadores casuais.

Quando esta questão foi apresentada na revista Parade, 10 000 leitores reclamaram que a resposta publicada estava errada, incluindo vários professores de matemática.

A real solução do enigma

A solução para o problema de Monty Hall é simples: troque sempre de portas. Depois de aberta a primeira porta, o carro estará, sem dúvida, atrás de uma das duas portas fechadas (embora não haja como saber qual).

De forma intuitiva, a maioria dos concorrentes no programa não vê qualquer vantagem em trocar de porta, partindo do princípio de que cada porta tem uma probabilidade igual.

Essa resposta está equivocada; na verdade, as chances de ganhar o carro duplicam ao fazer a troca. Embora seja verdade que, inicialmente, cada porta tinha 33,3% de chances de esconder o carro, depois que a primeira cabra é revelada, a probabilidade de o carro estar atrás da porta restante é de 66,6%.

Como aplicar a estratégia do Paradoxo de Monty Hall nas apostas esportivas

Este problema ilustra de uma forma inteligente como é fácil cair na armadilha de tratar informações não aleatórias como se fossem aleatórias.

O paradoxo de Monty Hall é baseado em uma contradição na teoria da probabilidade, a qual permite aos apostadores apostar em probabilidades altas e reduzir o risco de perder, ao escolher 1 de 3 resultados possíveis.

Com o conhecimento do paradoxo de Monty Hall, os apostadores podem escapar das armadilhas de casas de apostas e lotéricas e fazer escolhas mais conscientes.

A melhor forma de usar os conhecimentos adquiridos com esse problema matemático é escolhendo os

resultados igualmente possíveis e agir por meio da eliminação – escolher 1 de 3 resultados, depois mudar sua escolha para um dos 2 restantes, o que parece mais provável de acontecer.

 


Compartilhe: