Inter joga só 45 minutos e empata com o Corinthians no Beira-Rio

O Inter voltou a marcar passo no Campeonato Brasileiro 2022. No Beira-Rio, o time colorado empatou em 2 a 2 com o Corinthians. 

Compartilhe:
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

 

O Inter voltou a marcar passo no Campeonato Brasileiro 2022. No Beira-Rio, na noite deste sábado (14), o time colorado empatou em 2 a 2 com o Corinthians.

Enquanto teve futebol, o jogo foi muito bom no Beira-Rio. O Inter jogou bem no primeiro tempo, mas depois voltou a mostrar os erros do passado, recuando demais quando estava em vantagem no placar.

No primeiro tempo, o jogo foi movimentado e intenso. O time de Mano Menezes, que foi superior na primeira etapa, atacou bastante pelos lados. As principais chances da primeira etapa foram do Inter.

Aos 25 minutos de jogo, o Inter abriu o placar. Carlos de Pena puxou o contra-ataque em velocidade e serviu Wanderson, que fez um cruzamento rasteiro. Na área, a bola foi desviada de letra por Edenilson e encontrou Alan Patrick. Ele, que acreditou na jogada, mandou para as redes com tranquilidade, fazendo 1 a 0.

Mas a vantagem colorada durou pouco tempo. Aos 28 minutos, o Corinthians achou o gol de empate. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Roger Guedes, que devolve a bola para a área. Após o bate-rebate, Daniel não segurou e o Raul aproveitou para empurrar a bola para o gol, deixando tudo igual, 1 a 1.

Quando a primeira etapa parecia se encaminhar para o empate, Alan Patrick apareceu para novamente fazer a diferença para o time do Inter.

Aos 43 minutos, após cruzamento de David,  Alan Patrick subiu mais que todo mundo dentro da área e cabeceou. Cássio faz grande defesa, mas Wanderson aproveitou o rebote e mandou para o gol, fazendo 2 a 1 para o Inter.

O time colorado terminou o primeiro tempo em vantagem, resultado justo.

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Segundo tempo

Para o segundo tempo, o Inter esqueceu do futebol dentro do vestiário colorado. O time colorado voltou com outra postura, cheio de erros e recuado, chamando o Corinthians.

Depois de vários sustos, o time paulista igualou o placar. Aos 18 minutos, em jogada pela esquerda, William encontrou Mantuan, que passou para Jô. O centroavante venceu a defesa do Inter e mandou para as redes, 2 a 2.

A partir do empate do Corinthians, acabou o futebol. O Inter parecia um time nervoso e sem forças para chegar no terceiro gol. Já o time paulista deixou de atacar, administrando o empate.

O jogo também foi paralisado por conta de uma denúncia de injúria racial do volante Edenilson em relação ao lateral-direito Rafael Ramos.

Segundo o jogador colorado, o adversário o chamou de “macaco”. Cauê Vieira, vice-presidente de relacionamento social do Inter, buscou a Polícia Civil após o jogo e os agentes foram ao vestiário do Inter após a partida.

Nenhum jogador do Inter comentou sobre o episódio.

Coletiva

Na zona mista, o lateral Moisés comentou sobre o resultado do jogo. “Tivemos um volume maior no primeiro tempo. Tivemos a possibilidade de ir pro intervalo com dois gols de diferença”, lamentou o lateral.

Roberto de Andrade, vice de futebol do Corinthians, comentou com os jornalistas sobre uma possível punição a Rafael Ramos.

“Não vamos adiantar nada porque a gente acredita nas palavras que o Rafael Ramos disse”, ressaltou o dirigente. “Rafael Ramos foi ao vestiário do Inter pedir desculpas ao Edenilson o que ele teria dito. Ele não falou nada de ofensa racial, não é o perfil dele”, completou.

Na coletiva, Emílio Papaléo, vice de futebol do Inter, també, falou sobre o assunto. “É inadmissível que, em 2022, ainda enfrentemos uma situação como esta.”

Nota oficial

O Inter também divulgou uma nota oficial. “Mais uma vez, um lamentável caso de racismo é registrado em nosso futebol. Desta vez, em nossa casa, contra um jogador do Inter. Na partida deste sábado, pelo Brasileirão, Edenilson relata ter sofrido injúria racial por parte de Rafael Ramos, atleta do Corinthians”, disse.

“É inadmissível que ainda ocorram fatos desse tipo em 2022, não há espaço para o racismo em nossa sociedade. O Clube do Povo reitera que repudia todo e qualquer ato de preconceito e apoia o seu atleta”, finalizou.


Compartilhe: