Polícia investiga importunação sexual sofrida por frentista em Porto Alegre

Segundo a Polícia Civil, a vítima, uma frentista, de 22 anos, registrou a ocorrência.

Compartilhe:
Imagens de uma câmera de vídeo da loja de conveniência, que registraram o fato. Crédito: Reprodução

 

A 1ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (1ª Deam) de Porto Alegre abriu um inquérito para investigar um caso de importunação sexual ocorrido em um posto de combustíveis no bairro Lomba do Pinheiro.

Segundo a Polícia Civil, a vítima, uma frentista, de 22 anos, registrou a ocorrência. Imagens de uma câmera de segurança do posto mostram o momento em que ele passa a mão em sua virilha e ela, imediatamente, revida com tapas e socos. O vídeo viralizou nas redes sociais.

O homem de 25 anos, já identificado pela Polícia Civil, é um cliente que costumava comprar e distribuir balas entre os frentistas, inclusive à vítima.

A identidade da frentista e a do agressor não foram divulgadas pela polícia em função da lei de abuso de autoridade. A polícia irá ouvir testemunhas esta semana e, depois, interrogar o agressor.

A pena para o crime de importunação sexual é de um a cinco anos de prisão.


Compartilhe: