Movimentar o corpo é solução para combater dores no frio, afirma ortopedista

Ortopedista ensina como atravessar o inverno sem dores musculares.

Compartilhe:
Banco de imagens/ Unsplash

 

O inverno se aproxima e já se sente no corpo os reflexos das temperaturas mais baixas. Aliás, estão frequentes as massas de ar frio, principalmente na Região Sul do Brasil.

Quem faz parte do grupo de pessoas que sofre com dores crônicas, articulações, lombar, de tendão, ligamentos, entre outras – vivencia ainda mais incômodos no frio.

Neste período do ano o corpo diminui a circulação para manter a temperatura, aumentando a viscosidade do líquido sinovial – líquido dentro das articulações para lubrificá-las – gerando maior rigidez nas articulações e, por consequência, mais dores.

Além disto, o corpo naturalmente se contrai, diminuindo a capacidade de elasticidade dos músculos, explica o médico ortopedista Guilherme Fernandes. Segundo ele, o frio também propicia maior possibilidade de lesões.

Nas temperaturas mais baixas, os vasos sanguíneos contraem. “A vasoconstrição periférica ocorre para aumentar a temperatura do corpo e propiciar suporte sanguíneo a órgãos nobres, como o coração”, explica o médico.

Como saída para combater as dores, Fernandes é taxativo: “O movimento eleva a temperatura corporal, diminuindo a dor”.

De acordo com o médico erradamente a tendência das pessoas, em dias mais frios, é ficar em casa e, em uma relação inversa, quanto menos movimento, mais dores. “Não podemos usar o frio como desculpa”, observa.

Dicas para evitar dores no frio:

  • Agasalhar-se corretamente, protegendo as extremidades (pés e mãos);
  • Alongar-se com frequência. Para quem pratica atividades físicas, alongamento antes dos exercícios;
  • Quem faz exercício iniciar bem agasalhado, ao final do treino vestir novamente agasalho;
  • Evitar grandes trocas de temperatura, pois choque térmico pode trazer mais dores ligamentares e de tendão;
  • Espreguiçar-se ao acordar e algumas vezes durante o dia;
  • Manter o quarto aquecido durante a noite;
  • Massagens estimulam a circulação do sangue e destravam a musculatura;
  • Hidroterapia em piscinas aquecidas são um alívio para dores articulares e musculares no inverno;
  • Pessoas que sofreram fraturas ou sofrem de doenças ósseas degenerativas devem fazer fisioterapia;
  • Bolsas de água quente proporcionam alívio imediato em caso de dores musculares e sintomas da
  • artrose, fibromialgia e artrite.

Compartilhe: