Sete presos ficam feridos após princípio de rebelião no Presídio Central de Porto Alegre

Presos foram contidos com armas não letais pela Brigada Militar. Situação no Presídio Central foi controlada.

Compartilhe:

Sete apenados do Presídio Central de Porto Alegre ficaram feridos em uma rebelião nesta terça-feira (19). A situação já foi controlada. O secretário de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo, Mauro Hauschild, esteve no local para acompanhar o fato.

Conforme a SJSPS (Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo), os presos entraram em confronto. Houve necessidade da atuação da força-tarefa da unidade prisional, com ação da Brigada Militar.

O caso teria envolvido detentos de duas galerias do pavilhão F e teria começado por volta das 11h da manhã.

O confronto teve como consequência lesões causadas em sete apenados pelo disparo de armas menos letais. Os mesmos foram encaminhados à enfermaria e transportados até unidades hospitalares. A ordem interna da casa já foi restabelecida por meio da Brigada Militar, que atua no local.

O nome oficial do presídio é Cadeia Pública de Porto Alegre. O nome foi trocado na gestão de José Ivo Sartori (MDB, 2015-2018). O motivo da rebelião é desconhecido e será investigado pela direção da instituição.


Compartilhe: