Polícia de Nova York prende autor de ataque a tiros no metrô; 29 pessoas ficaram feridas

Das 29 pessoas feridas, 10 foram baleadas e cinco estão em estado grave, mas sem correr risco de morrer, segundo as autoridades.

Compartilhe:

A polícia de Nova York prendeu, na tarde desta quarta-feira (13), o autor do ataque a tiros dentro a uma estação do metrô. Frank R. James, 62 anos, era procurado desde a noite de ontem (12), após ter sido identificado. Ele era considerado a única “pessoa de interesse” do caso por ter locado uma van que pode estar relacionada ao ataque, já que a chave do carro foi encontrada no metrô. O veículo foi localizado na noite da última terça.

O homem estava caminhando em East Village e foi visto por dois agentes. Ele não se opôs à prisão. Até o momento, porém, a informação não foi confirmada oficialmente.

Até o momento, sabe-se que James alugou a van na Filadélfia, onde tem uma casa, e viajou até Nova York. Ele ainda é proprietário de uma outra residência em Wisconsin. Investigações revelaram vídeos do idoso criticando o atual prefeito da cidade e os “problemas” dos moradores de rua.

Já sobre o ataque, os detalhes colhidos até o momento indicam que o autor começou a fazer a ação ainda com o vagão da Linha N em movimento. Ele jogou uma bomba de gás, colocou uma máscara para se proteger e abriu fogo. Foram contadas 33 marcas de bala.

Depois, ele teria pegado uma arma Glock 9 milímetros, mas ela emperrou e ele parou de atirar para fugir na estação da Rua 36. Dentro do vagão, ficou uma sacola com as chaves da van, munições, um pequeno machado, fogos de artifício e uma embalagem com gasolina. As autoridades ainda encontraram outras bombas de gás e uma arma na estação. “Tivemos sorte, poderia ter sido muito pior”, disse a chefe da polícia, Keechant Sewell.

Das 29 pessoas feridas, 10 foram baleadas e cinco estão em estado grave, mas sem correr risco de morrer, segundo as autoridades.

Foto: reprodução de vídeo / TV Globo

Compartilhe: