Porto Alegre terá 102 novos leitos pediátricos

Serão 96 leitos de internação e emergência pediátricas e seis de UTI em três hospitais da Capital

Compartilhe:

A Prefeitura de Porto Alegre vai abrir 102 novos leitos para atendimento em pediatria via SUS (Sistema Único de Saúde) a partir de 2 de maio. Serão 96 leitos de internação e emergência pediátricas e seis de UTI em três hospitais da Capital. São eles o Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, o Hospital Restinga e Extremo-Sul e o Hospital Vila Nova.

No HMIPV (Hospital Materno Infantil Presidente Vargas), no Centro, vão ser 20 novos leitos de internação pediátrica, totalizando 50 leitos, 12 leitos de observação, totalizando 20 leitos, e seis leitos de UTI pediátrica, totalizando 16.

No Hospital Restinga e Extremo-Sul haverá mais 29 leitos de internação pediátrica, chegando a 40 leitos para esta especialidade.

Já a partir de 12 de maio, o Hospital Vila Nova, que não oferecia leitos infantis, terá dois novos setores: uma enfermaria com 30 leitos e uma observação de emergência pediátrica, com cinco.

Segundo a prefeitura, a iniciativa é um esforço conjunto da SMS (Secretaria Municipal de Saúde) e dos hospitais para suprir a demanda de atendimento ao público infantil. “Esta abertura reflete um esforço permanente junto aos parceiros hospitalares na tentativa de suprir a demanda por atendimento em pediatria”, afirma o secretário municipal de Saúde, Mauro Sparta.

Além dos três hospitais de atendimento ao público infantil, a capital gaúcha conta com o suporte do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Hospital da Criança Conceição e uma emergência referenciada pela Regulação de Leitos da SMS no Hospital da Criança Santo Antônio.

Com as ampliações, o município terá o total de 390 leitos pediátricos e 90 leitos de UTI. Mesmo assim, para evitar a superlotação da rede hospitalar, a orientação é que, em casos de menor gravidade, os usuários busquem alguma das 132 unidades de saúde da Atenção Primária.


Compartilhe: