Ouça no Meio-Dia: Os temporais pelo Estado, a previsão do tempo e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta terça-feira, 26 de abril de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

Uma tempestade atingiu Porto Alegre na noite desta segunda-feira, com vento e chuva intensa. Houve registro de falta de energia elétrica em bairros da Capital. Clientes da CEEE/Equatorial reclamaram em redes sociais de cortes de fornecimento de energia em bairros como Cidade Baixa, Partenon e Menino Deus. Os temporais atingiram também o Oeste do Estado. Segundo o Climatempo, Quaraí, foi um dos municípios com maior volume de precipitações. Nesta cidade da Fronteira Oeste, um soldado do 5º Regimento de Cavalaria Mecanizado morreu ao ser atingido por um raio. Lucas Emanuel Ribeiro Pinto, de 18 anos, sofreu a descarga elétrica no bairro Lauro Macedo, próximo ao centro da cidade, após ter deixado o quartel para ir para casa. Nesta terça-feira, áreas de instabilidade continuam sobre o Rio Grande do Sul. Há risco de temporais isolados no Estado. A partir da tarde até à noite, a previsão é de sol e pancadas de chuva no Norte do Estado. Ao longo do dia, uma massa de ar quente e seco vai ingressar no Rio Grande do Sul, deixando o tempo abafado em várias cidades gaúchas. Máxima de 30ºC em Santa Rosa. Na quarta-feira, novas áreas de instabilidade avançam a partir da fronteira com o Uruguai e se espalham para a metade sul do Estado. A tendência é que na quinta-feira estas instabilidades atuem em todo o Rio Grande do Sul e as temperaturas entrem em declínio.

A ANEEL negou pedido do grupo espanhol Cobra para construir uma usina termelétrica em Rio Grande, na região Sul do Estado. O investimento para a obra era estimado em R$ 6 bilhões. O projeto de construção era do grupo Bolonhesi, que venceu um leilão de energia. No entanto, a obra não começou no prazo previsto. A autorização para construir a usina foi cancelada pela Agência Nacional de Energia Elétrica. O Grupo Cobra havia entrado na Justiça para reverter o cancelamento, mas uma decisão do Supremo Tribunal de Justiça cassou a liminar. Agora, o conglomerado espanhol busca reverter a decisão junto à ANEEL. A agência, no entanto, diz que o processo está encerrado. Em fevereiro, a Fundação de Proteção Ambiental do Rio Grande do Sul havia emitido licenças para a obra, conforme você ouviu no MEIO-DIA. Na época, também foi autorizada uma linha de transmissão para distribuir a energia para o Estado.

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes estipulou o período de 48 horas para que a defesa do deputado Daniel Silveira, do PTB do Rio de Janeiro, se manifeste sobre o indulto concedido pelo presidente Jair Bolsonaro, bem como pelo descumprimento de medidas restritivas por parte do parlamentar. Silveira é obrigado a usar tornozeleira eletrônica. O deputado bolsonarista foi condenado a oito anos e nove meses de prisão pelos crimes de tentativa de impedir o livre exercício dos Poderes e coação no curso do processo. O deputado também foi condenado à perda do mandato, à suspensão dos direitos políticos e ao pagamento de multa de R$ 212 mil. Imediatamente após a condenação, a presidência da república emitiu um decreto concedendo um indulto individual ao parlamentar. O Presidente justificou que tal medida é prerrogativa do chefe do Executivo. Porém, Moraes afirmou que o poder Judiciário pode analisar se a medida do presidente Jair Bolsonaro obedece à Constituição. O magistrado disse também que o indulto não livra Silveira da impossibilidade de ser eleito. Antes da decisão de Moraes, a ministra do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber, estipulou o prazo de dez dias para que o presidente Jair Bolsonaro explique a decisão de conceder perdão de pena ao deputado federal. No despacho, Rosa Weber afirma que o assunto tem “relevância e especial significado para a ordem social e a segurança jurídica”.

A EPTC divulgou esquema de trânsito para o show da banda Kiss, que ocorre na noite de hoje na Arena do Grêmio. Para o transporte na ida, duas linhas de ônibus e uma de lotação começam a circular a partir das 18h20. Na volta, duas linhas de ônibus e três de lotação estarão operando. Quem optar por ir de carro precisa ficar atento às orientações. Após o evento, quem estacionar no E1, com saída pelos portões 3, 4 e 5, e no E2, poderá ser direcionado para a BR-448, no sentido Porto Alegre-Canoas, com possibilidade de retorno na Prainha de Paquetá. Quem estacionar no E1, com saída pelos portões 1 e 2, será direcionado para a avenida Voluntários da Pátria. O show está marcado para às 21h, com previsão de término para às 23h55. A abertura dos portões está marcada para as 16h. São esperadas 20 mil pessoas no estádio.


Compartilhe: