Estação Naval do Rio Grande recebe navios na etapa final da Operação Antártica

o Programa é uma importante iniciativa voltada para o desenvolvimento de estudos científicos nacionais realizados no continente gelado.

Compartilhe:
Foto: Fernando Halal/Secom

 

Após meses de prestação de apoio logístico à Estação Antártica Comandante Ferraz, os navios Almirante Maximiano e Ary Rongel atracaram no cais da Estação Naval do Rio Grande.

Nesta que foi uma das etapas finais da 40ª Operação Antártica (Operantar XL), as embarcações descarregaram materiais e equipamentos com a tradicional parceria da Estação de Apoio Antártico (Esantar) da FURG (Universidade Federal do Rio Grande).

A Operantar XL teve início em outubro de 2021, com o suspender do Navio de Apoio Oceanográfico (NApOc) Ary Rongel e, posteriormente, com o Navio Polar (NPo) Almirante Maximiano, que iniciou a sua comissão no mês seguinte. O término da operação está previsto para 13 de abril, com o retorno dos navios para o Rio de Janeiro.

No ano em que se comemora o 40º aniversário do Programa Antártico Brasileiro (Proantar), a Marinha do Brasil (MB) retomou os projetos de pesquisa na Antártica, após um ano de interrupção devido à pandemia da covid-19.

Criado em 1982, o Programa é uma importante iniciativa voltada para o desenvolvimento de estudos científicos nacionais realizados no continente gelado.

“É muito importante ressaltar a importância dessa parceria entre a FURG, através da Esantar, e a Marinha do Brasil nas atividades de logística do Proantar. A parceria da Fundação de Apoio à Universidade do Rio Grande (Faurg) também precisa ser ressaltada: toda a parte de gestão pessoal, compras e organização é feita através dela”, destaca a diretora da Esantar, Cleuza Dias.

O Almirante Maximiano e o Ary Rongel prestaram apoio logístico à Estação Antártica Comandante Ferraz, sendo empregados na realização de pesquisas científicas, no lançamento e recolhimento de acampamentos científicos e nos levantamentos hidrográficos em benefício do Plano de Trabalho de Hidrografia 2020-2023, da Diretoria de Hidrografia e Navegação.

Cerca de 20 pesquisas estão sendo realizadas atualmente nas áreas de ciências da vida, ciências atmosféricas, ciências do mar e ciências da terra.


Compartilhe: