Campanha de vacinação contra a gripe começa na segunda-feira em Porto Alegre

Porto Alegre fará a imunização em 124 unidades de saúde, de segunda a sexta-feira, conforme o horário de atendimento de cada local

Compartilhe:

Começa na segunda-feira (4) a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe (influenza). Para tornar possível a iniciativa, o Ministério da Saúde afirma ter enviado 80 milhões de doses da vacina Influenza para esta campanha. O objetivo é atender as cerca de 76,5 milhões de pessoas estimadas nos grupos considerados prioritários.

Em Porto Alegre, assim como no restante do país, a ação será dividida em duas etapas. Na primeira etapa, que se estende até 30 de abril, a Capital vai realizar a imunização para idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde. A imunização estará disponível em 124 unidades de saúde, de segunda a sexta-feira, conforme o horário de atendimento de cada local.

Na segunda etapa, que vai de 2 de maio até 3 de junho, serão imunizadas crianças de 6 meses a menos de 5 anos; gestantes e puérperas, que são aquelas que deram à luz recentemente; povos indígenas, professores e demais trabalhadores de educação do ensino básico e superior; pessoas com deficiência permanente; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; profissionais das Forças Armadas; funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade; e jovens em medidas socioeducativas.

Crianças de 5 a 11 anos de idade terão de aguardar um período de 15 dias entre a vacina Covid-19 e Influenza. Na população a partir de 12 anos de idade, as vacinas da Covid-19 poderão ser administradas de maneira simultânea ou com qualquer intervalo com as demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação.

De acordo com levantamento do Ministério da Saúde, o público prioritário da campanha em Porto Alegre, neste ano, é de aproximadamente 730 mil pessoas. O Dia D de Vacinação contra a Gripe está previsto para 30 de abril e já incluirá crianças de 6 meses a menores de 5 anos no público prioritário.

Documentos de comprovação

Para serem vacinados, os idosos precisam apresentar documento que comprove a idade. No caso dos trabalhadores da saúde, estes devem apresentar contracheque ou outro documento que demonstre o vínculo empregatício. Estão incluídos profissionais dos serviços públicos e privados, nos diferentes níveis de complexidade. Os trabalhadores da saúde são aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais.

Professores e demais profissionais, devem apresentar comprovação do vínculo de trabalho, como crachá ou contracheque; gestantes e puérperas devem apresentar a carteira de gestante. Crianças devem ter a caderneta levada ao posto de saúde. Condições de saúde podem ser comprovadas com atestado médico, laudo ou prescrição de receita de medicamento de uso contínuo.


Compartilhe: