Alexander Medina não é mais técnico do Internacional

A demissão ocorreu na tarde desta sexta-feira (15).

Compartilhe:
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Alexander Medina não é mais técnico do Internacional. Ele foi demitido após o empate com o Guaireña pela Sul-Americana. O anúncio da demissão ocorreu na tarde desta sexta-feira (15).

Ao todo, foram 17 jogos, com 6 vitórias, 6 empates e 5 derrotas, com apenas 47.05% de aproveitamento. Além destes números, pesaram contra Medina às eliminações precoces contra o fraco Globo-RN na Copa do Brasil e para o Grêmio no Campeonato Gaúcho. Na Sul-Americana, também, o Inter não saiu do empate contra 9 de Octubre, do Equador, e contra o Guiareña, do Paraguai, duas equipes de pouquíssima expressão.

Em termos de rendimento, o time de Medina mostrou quase que nenhuma evolução nas partidas que disputou. Era um time com poucas soluções ofensivas e que não compensava essa característica com uma defesa sólida. Ao todo, em 17 jogos disputados, foram 17 gols feitos e 20 gols sofridos.

Contava a favor da manutenção do treinador, o argumento de que ele não possuía todas as peças necessárias no grupo. A janela de transferências se fechou na última terça-feira (12) e o Inter apresentou alguns reforços. Porém, após mais um insucesso ontem, que gerou inclusive protestos da torcida que foi ao Beira-Rio, a situação se tornou insustentável e Medina acabou não tendo a oportunidade de utilizar todas as contratações.

Conforme o Inter, deixam o clube os auxiliares Fernando Machado e Jadson Vieira; os preparadores físicos Alexis Olariaga e Richard González; e o analista de desempenho Mariano Levisman.  “O Clube agradece e deseja sorte e sucesso na sequência de suas carreiras”, afirmou o clube em nota.

O auxiliar técnico Cauan de Almeida assume como interino a partir do treino de sábado.


Compartilhe: