Ouça no Meio-Dia: Porto Alegre utiliza doses da AstraZeneca para reforço contra covid-19 e outras notícias

Confira as principais notícias da manhã desta quinta-feira, 03 de março de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

A guerra Rússia – Ucrânia tem mais desdobramentos. Os russos voltaram a bombardear Kiev nas primeiras horas desta quinta-feira. Na região de Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, 34 civis morreram nas últimas 24 horas, segundo os serviços de emergência. Além disso, os russos tomaram a cidade portuária de Kherson, de 290 mil habitantes. Os russos haviam confirmado a tomada da cidade no dia 2. Porém, só nesta quinta-feira o prefeito do município confirmou a informação. Há estimativas de que o confronto tenha sido intenso, com até 300 ucranianos, entre civis e militares, mortos. Kherson é uma cidade portuária onde há estaleiros na foz do rio Dnieper, nas proximidades do Mar Negro. A cidade fica a cerca de 100 quilômetros da Crimeia, região ucraniana que foi tomada pelos russos em 2014.

As unidades de saúde de Porto Alegre começaram a utilizar nesta quinta-feira o imunizante de Oxford/AstraZeneca na aplicação da dose de reforço contra a covid-19 na população. A medida leva em conta o baixo estoque do imunizante da Pfizer no município, além da orientação do Ministério da Saúde, que permite a aplicação da dose de reforço com vacinas de qualquer laboratório. Na última sexta-feira, a Capital recebeu 28.930 doses da vacina de AstraZeneca. A aplicação da dose de reforço continua disponível nas mesmas 33 unidades de saúde que já vinham realizando a aplicação, além do Shopping João Pessoa. Segundo a direção da Atenção Primária à Saúde de Porto Alegre, a transição irá ocorrer gradualmente, conforme forem acabando as doses da Pfizer destinadas à terceira e quarta doses nos pontos de imunização. Podem receber a dose de reforço todas as pessoas acima de 18 anos vacinadas com a segunda dose há pelo menos quatro meses, e imunocomprometidos com a segunda dose há 28 dias. Já a quarta dose está disponível para pessoas imunocomprometidas acima de 18 anos com a terceira dose aplicada há pelo menos quatro meses.

A Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul e o Banrisul prorrogaram o prazo para retirada do Cartão Cidadão desbloqueado. Inicialmente, o cartão poderia ser desbloqueado até 15 de março. Porém, o prazo foi ampliado em três meses e agora o beneficiário poderá retirá-lo até 15 de junho. Depois desse prazo, deve ser feito o desbloqueio para uso por meio de ligação para o call center da Sefaz. Caso não seja retirado até 15 de setembro, será cancelado, sendo necessária a solicitação de segunda via para utilizar o benefício. Nesse caso, serão descontados R$ 5 do próximo crédito. Se até 15 de dezembro os beneficiários que tiverem os cartões cancelados não solicitarem uma nova via, os créditos financeiros irão retornar para o Tesouro do Estado. Tem direito a receber o Devolve ICMS famílias inscritas no CadÚnico do governo federal que recebam o benefício do Bolsa Família ou cujo titular familiar tenha algum dependente matriculado na rede estadual de ensino médio regular. Todos os beneficiários que tenham renda mensal de até três salários-mínimos nacionais ou renda per capita por mês inferior a meio salário mínimo nacional, conforme critérios do CadÚnico.

O Banco Central divulgou nesta quarta-feira as etapas necessárias para que pessoas físicas e empresas saquem recursos esquecidos em instituições financeiras. O agendamento dos saques vai começar na próxima segunda-feira para os nascidos antes de 1968 e para empresas abertas antes deste ano. Quem nasceu antes de 1968 ou abriu a empresa antes desse ano poderá conhecer o saldo residual e pedir o resgate entre 7 e 11 de março, no mesmo site. A própria página vai informar o horário e a data para pedir o saque. Caso o usuário perca o horário, haverá uma repescagem no sábado seguinte, dia 12 de março, das 4h às 24h. Quem perder o sábado de repescagem poderá pedir o resgate a partir de 28 de março, independente da data de nascimento ou da criação da empresa. O Banco Central explica que o cidadão ou empresa que vierem a perder não vão deixar de receber os recursos, pois os direitos são definitivos e vão continuar guardados pelas instituições financeiras até o correntista pedir o saque.

O tempo firme volta a predominar no Rio Grande do Sul nesta quinta-feira. A situação é favorecida pelo avanço de uma massa de ar seco e quente em território gaúcho. Após uma manhã de temperaturas amenas, durante a tarde o calor ganha força, principalmente na Fronteira Oeste e Região Noroeste. O sol aparece em grande parte do Rio Grande do Sul. E a nebulosidade predomina apenas nas cidades localizadas na Região Norte do Estado. Ainda há chance de chuva nas áreas próximas à divisa com Santa Catarina. Na sexta-feira, novas instabilidades avançam a partir da região Sul e da Campanha. Há chance de pancadas de chuva entre o Centro, Norte e Nordeste. A tendência é que o final de semana seja de tempo instável sobre o estado, devido à passagem de uma nova frente fria.


Compartilhe: