Hospital Bruno Born, em Lajeado, inaugura atendimento via Alexa

O sistema que identifica e responde a frases e comandos pré-gravados tem facilitado a vida de muita gente em casa.

Compartilhe:
Instalado no 10º andar do Centro de Tecnologia Avançada, oferece 16 quartos, com hotelaria especial. Foto: Divulgação

 

“Alexa, apague as luzes”,  “Alexa, desligue a TV”,  “Alexa, que horas são?”. Para quem conhece a assistente virtual da Amazon, a Alexa, solicitações assim são comuns.

O sistema que identifica e responde a frases e comandos pré-gravados tem facilitado a vida de muita gente em casa. Mas o Hospital Bruno Born (HBB), de Lajeado, passa a utilizar essa tecnologia em auxílio a pacientes internados na sua jornada de internação.

Segundo a assessoria de imprensa do HBB, a tecnologia, que passa a ser utilizada na Internação Premium, em breve deve se estender a todas as alas do hospital, desde a internação SUS, para qualificar ainda mais o atendimento.

O sistema instalado no HBB diferencia-se por oferecer aos pacientes e acompanhantes uma experiência exclusiva de atendimento: além de questionamentos “usuais”, a Alexa responde a solicitações ligadas à hotelaria, atendimento e medicamentos.

“Alexa, qual é minha próxima refeição?”; “Alexa, solicitar enfermagem”; “Alexa, solicitar limpeza do quarto” e outros comandos têm, junto com a praticidade, uma mudança em relação ao atendimento “usual”: as equipes de enfermagem ficam concentradas em realizar o que é de sua função.

“O que acontece hoje, nos hospitais, é que a enfermagem é acionada para todos os serviços: pacientes e familiares pedem limpeza, perguntam sobre refeições, questionam sobre manutenção e outras informações que não são responsabilidade da enfermagem, que precisa deixar sua atividade para acionar outros setores. Com a Alexa, o paciente ou acompanhante pode solicitar serviço de hotelaria, por exemplo, ou fazer questionamentos sobre suas refeições, de forma rápida e prática, e sem onerar profissionais de outros setores”, explica o Diretor Executivo Cristiano Dickel.

Além disso, com a Alexa o paciente pode solicitar atendimento de emergência ou presença da enfermagem.

“É um comando muito importante em momentos de necessidade: por exemplo, se o paciente cai, ou está sozinho e não consegue movimentar-se, e precisa de ajuda, com o comando de voz ele aciona o atendimento. Este comando acende uma luz do lado de fora do quarto, na recepção do setor e dispara mensagens para os grupos de atendimento no aplicativos Telegram e Whatsapp”, relata o diretor.

Funcionamento

A Internação Premium entra em funcionamento no dia 21 de março, até este período passará por testes e simulações.

Instalado no 10º andar do Centro de Tecnologia Avançada, oferece 16 quartos, com hotelaria especial. São unidades privativas e individuais, com duas salas de estar para família e cozinha própria.

 


Compartilhe: