China não encontra sobreviventes em local de acidente aéreo

Avião caiu em área montanhosa com 132 pessoas a bordo ontem (21)

Compartilhe:

Equipes de resgate da China não encontraram sobreviventes no local da queda de um Boeing 737-800 com 132 pessoas a bordo, ocorrida na última segunda-feira (21).

Oficialmente, as autoridades ainda não confirmam o número de mortos, mas as esperanças de achar alguém vivo desapareceram após a descoberta de que o jato, provavelmente, mergulhou de nariz em direção à encosta de uma montanha perto de Wuzhou, na região de Guangxi.

O avião pertencia à companhia aérea China Eastern Airlines e voava de Kunming a Guangzhou com 123 passageiros e nove tripulantes. Após o acidente, a empresa colocou no chão todas as suas aeronaves modelo Boeing 737-800.

O que se sabe até agora é que o jato despencou 26 mil pés – cerca de 8 mil metros – em três minutos, em um mergulho em direção ao chão. O presidente da China, Xi Jinping, disse estar “chocado” com a tragédia e pediu “todos os esforços” para identificar as causas “o quanto antes”.

Até o momento, o pior acidente aéreo no país asiático ocorreu em 1994, com um avião da China Northwest Airlines e um saldo de 160 mortos.


Compartilhe: