Caxias do Sul registra mais de 200 focos do mosquito transmissor da dengue

A Vigilância Ambiental em Saúde de Caxias do Sul comunicou que o munícipio chegou a 203 focos do mosquito transmissor da dengue em 2022.

Compartilhe:
Verão é a época do ano mais propícia para a circulação do Aedes aegypti. Foto: Arquivo Palácio Piratini

 

A Vigilância Ambiental em Saúde de Caxias do Sul comunicou que o munícipio chegou a 203 focos do mosquito transmissor da dengue em 2022.

De acordo com a Prefeitura de Caxias do Sul, com o crescimento excessivo de focos desde o início do ano, a Vigilância segue realizando ações de conscientização nos cinco bairros com maior número de focos. Em Nossa Senhora de Lourdes será nesta sexta-feira (11).

Segundo a prefeitura, apenas no terceiro mês do ano Caxias do Sul registra quase 50 focos em um único bairro.

“Por este motivo, a Vigilância Ambiental pede que a população cuide qualquer local em que possa acumular água parada e que denuncie para o Alô Caxias (156) qualquer suspeita de local com o Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya”, disse a prefeitura.

Enquanto isso, os agentes de combate às endemias realizam o monitoramento periódico em 225 pontos estratégicos, como ferros velhos, depósitos de carros, floriculturas e cemitérios.

São locais em que há grande probabilidade de surgirem criadouros do mosquito, além das fiscalizações e orientações realizadas nas residências da comunidade.

Distribuição por bairro em 2022:

  • Cruzeiro: 46
  • Pioneiro: 36
  • São José: 17
  • Nossa Senhora de Lourdes e Tijuca: 14
  • Pio X: 13
  • Santa Catarina: 10
  • Colina Sorriso: 9
  • Santa Lúcia Cohab: 7
  • Cidade Nova: 6
  • Petrópolis e São Caetano: 4
  • Marechal Floriano: 3
  • Bela Vista, Charqueadas I, Cristo Redentor, Esplanada e Sagrada Família: 2
  • Cinquentenário, Exposição, Galópolis, Nossa Senhora de Fátima, Mariani, Presidente Vargas, São Pelegrino, São Leopoldo, Reolon e Vila Romana: 1

Compartilhe: