“Ele está bem, na medida do possível”, afirma presidente do Grêmio ao visitar Villasanti no hospital

Compartilhe:

O ônibus que levava a delegação do Grêmio foi atingido por pedras no caminho até o Estádio Beira-Rio, neste sábado (26), onde o Tricolor disputaria o clássico contra o Inter, pelo Campeonato Gaúcho 2022. A partida foi adiada.

Após a confirmação do adiamento da partida, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan , visitou o volante Mathias Villasanti.

O jogador, que sofreu traumatismo craniano ao ser atingido por uma pedra, passará a noite no hospital.  “Ele está bem, na medida do possível. Vai se recuperar e logo estará conosco novamente”, afirmou Bolzan.

“Depois do ocorrido, o Grêmio tomou todos os cuidados, atendeu seus jogadores. Campaz não vai precisar ir para o hospital, mas o Villasanti sim. Thiago também teve lesões. Esses fatos nos levam a uma situação de não jogar”, disse o presidente gremista.

Ainda no Beira-Rio,  Bolzan, deu entrevista, falando em banimento dos culpados. “O que nós não podemos fazer é a excepcionalidade ser vencedora. São uns vândalos, assassinos, porque isso não se trata de uma tipificação penal tão simples. Isso é um crime, homicídio qualificado”, disse.

“Não vamos valorizar os vagabundos, eles têm que ser banidos do futebol. Ouvi dizer que dois foram identificados. No estacionamento da Arena, aconteceu de alguns carros serem identificados”, finalizou.


Compartilhe: