Ouça no Meio-Dia: o alerta para temporais no Estado e outras notícias

Confira as principais notícias da manhã desta sexta-feira, 4 de fevereiro de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

O tempo instável e os temporais predominam sobre o Estado nesta sexta-feira. Essa situação é provocada pela influência de uma área de baixa pressão que se forma entre o Rio Grande do Sul e o Uruguai. Há risco de chuva pontualmente volumosa na metade Oeste e na Região Norte. O Estado está sob risco de temporais desde ontem, quando o Instituto Nacional de Meteorologia emitiu alerta para o Rio Grande do Sul. Ontem, a cidade de Santa Maria, na Região Central, foi atingida pela chuva, acompanhada de granizo e de vento forte, o que provocou danos no município. Houve alagamentos, quedas de árvores e de postes. Vários pontos ficaram sem energia elétrica. Para o sábado no Estado, a previsão é que um sistema de baixa pressão próximo à costa gaúcha mantenha as chuvas sobre o território gaúcho, mas com os temporais restritos à metade Norte, especialmente entre a madrugada e a manhã. As rajadas de vento variam de moderada a forte intensidade ao longo do dia. A tendência é que o tempo firme volte a predominar em parte do estado no domingo, mas os ventos seguem de moderados a fortes na metade Sul.

Porto Alegre ampliou nesta sexta-feira o público apto a receber a dose pediátrica da Pfizer. Podem receber a dose crianças de 5 anos e de 5 a 11 anos imunodeprimidas. A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza a aplicação do imunizante pediátrico da Pfizer em oito das 16 unidades de saúde com vacinação infantil. São elas: Morro Santana, Centro de Saúde IAPI, Clínica da Família José Mauro Ceratti Lopes, Moab Caldas, Santa Marta, Santo Alfredo, Nova Brasília e Guarujá. Já a Coronavac, ministrada em crianças de 6 a 11 anos, com exceção das imunodeprimidas, está disponível em todas as 16 unidades de saúde: Lomba do Pinheiro, São José, Santa Rosa, Fradique Vizeu, Primeiro de Maio, Vila Cruzeiro, Guarujá, Ponta Grossa, Morro Santana, Centro de Saúde IAPI, Clínica da Família José Mauro Ceratti Lopes, Moab Caldas, Nova Brasília, Santa Marta, Santo Alfredo e Mato Sampaio.

Ainda na Capital, a sexta-feira é de início da edição 2022 do projeto Praia Acessível para Todos – Mergulhe nessa Ideia. A iniciativa é das secretarias municipais de Desenvolvimento Social e de Esporte, Lazer e Juventude, da ONG Caminhadores, do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência e outros parceiros. O objetivo é deixar o banho na praia do Lami mais inclusivo entre hoje e amanhã, das 10h às 16h. Serão disponibilizadas cadeiras anfíbias para que pessoas com deficiência, mobilidade reduzida e idosos com dificuldade de locomoção entrem em segurança nas águas do Guaíba. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social considera que a ação torna possível a esses grupos vivenciar um banho com segurança, conforto e maior autonomia possível. A ação também atende a uma nova lei, de 3 de março de 2021, que institui o Programa Praia Acessível no Município de Porto Alegre. A Lei tem como objetivo a garantia de disponibilização gradual de equipamentos e tecnologias nas praias e lagos urbanos do Município de Porto Alegre para que pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida usufruam da praia e do banho de lago com segurança e dignidade.

Um homem de 25 anos morreu e duas pessoas ficaram feridas em uma colisão envolvendo três veículos. O acidente ocorreu por volta das 7h30 na BR-386, em Canoas. Conforme a Polícia Rodoviária Federal, houve uma colisão transversal. A vítima conduzia um Chevrolet Astra que capotou e parou em um barranco às margens da estrada. O homem não teve a identidade divulgada. Os dois feridos são os motoristas dos outros carros envolvidos na colisão. Ambos tiveram lesões consideradas graves e foram encaminhados para atendimento.

Quatro de fevereiro é o Dia Mundial do Câncer. A lembrança da data é uma campanha criada pela União Internacional para o Controle do Câncer, a UICC, para inspirar mudanças e mobilizar ações. Como estratégia, a União produz campanhas com duração de três anos. Neste ano, a nova campanha abordará as barreiras que impedem as pessoas em todo o mundo de terem acesso aos cuidados fundamentais para o controle do câncer e terá como tema a equidade no controle do câncer. O objetivo da campanha é mostrar a importância de termos um mundo com acesso a serviços de câncer melhores e mais justos para todos. No Brasil, na mesma direção da campanha, o Instituto Nacional do Câncer, o Inca, busca conscientizar a população sobre o tema, além de lhe informar quanto a seus direitos. No País, o paciente com câncer possui direitos especiais na legislação, como auxílio-doença, tratamento fora de domicílio, e saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS, por exemplo. Outra informação importante, diz respeito à prevenção. Hoje se sabe, por exemplo, que Quase um terço de todos os cânceres colorretais podem ser evitados com alimentação saudável, prática de atividades físicas, abandono do tabagismo e redução do consumo de bebidas alcoólicas. As informações são do próprio Inca.


Compartilhe: