Jogador do Grêmio fica ferido após ataque a pedradas na chegada ao Beira-Rio

A arbitragem, assim como os clubes, aguardam a presença do presidente da FGF, Luciano Hocsman, para tomar a decisão final a respeito do cancelamento ou não da partida

Compartilhe:

O ônibus que trazia a delegação do Grêmio para o Gre-Nal deste sábado (26) foi atingido por pedradas vindas da torcida do Inter. O meio-campo Villasanti foi atingido perto do olho, e foi encaminhado para o Hospital Moinhos de Vento para tratar o ferimento. Também houve relatos de outros jogadores atingidos.

Por volta das 20h20 veio a informação de que o atleta estava bem, sob cuidados médicos. Villasanti Fez exames e foi constatado um traumatismo craniano e uma concussão cerebral, porém sem fratura na cabeça. O jogador teve escoriações no rosto e um trauma no quadril.

Dois suspeitos foram encontrados dentro do estádio Beira-Rio e encaminhados ao Palácio da Polícia. A busca foi feita através do sistema de monitoramento do Estádio. A informação foi confirmada pelo vice governador do Estado e Secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, que veio a público se pronunciar após ser confirmado o adiamento da partida.

Pedras atingiram o ônibus do Grêmio. Foto: Grêmio / Divulgação

 

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., informou que o Grêmio não entraria a campo e que se dedicaria a tomada das medidas cabíveis. Em nota oficial, o Grêmio afirmou já ter comunicado à FGF (Federação Gaúcha de Futebol) sobre a decisão de não disputar o clássico.

Em sua manifestação, o presidente do Internacional, Alessandro Barcellos, condenou o episódio de violência e concordou com a não realização da partida. Barcellos também atribuiu à imprensa parte da responsabilidade sobre o acontecido. E, por fim, citou um possível prejuízo técnico para o Inter em uma futura remarcação do Gre-Nal.

O árbitro da partida, Leandro Vuaden, adiou o início do jogo para as 21h, conforme lhe compete. A arbitragem, assim como os clubes, aguardaram a presença do presidente da FGF, Luciano Hocsman, para tomar a decisão final a respeito do cancelamento ou não da partida.

Hocsman esteve presente no clássico entre Juventude e Caxias, em Caxias do Sul, na tarde deste sábado. O desfecho da situação dependia de sua chegada no Beira-Rio.

A confirmação da FGF veio por volta das 20h. A Federação acabou comunicando nas redes sociais o adiamento. E afirmaram que uma nova data será informada em breve, assim que finalizada a reunião com os clubes.


Compartilhe: