No Meio-Dia: os novos alertas pelo aumento do contágio e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta quarta-feira, 2 de fevereiro de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

A quarta-feira é de feriado de Nossa Senhora dos Navegantes. Em Porto Alegre, o feriado, que tradicionalmente é acompanhado pela popular procissão de Nossa Senhora dos Navegantes, será realizado em formato híbrido, em razão da pandemia. A programação inclui um cronograma de comemorações que começaram no dia 23 de janeiro e terminam hoje, no dia da padroeira da Capital. Com o objetivo de valorizar as periferias, desta vez, o trajeto incluiu o deslocamento inédito até os moradores da Ilha da Pintada. Além disso, visando a segurança da população, as atividades de encerramento serão realizadas no Santuário, que fica no bairro Navegantes. Nesta quarta, ao longo do dia, missas serão transmitidas ao vivo pela página do Santuário Navegantes no Facebook. Depois, às 19h30, a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes será entronizada, passando por um carpete azul de 30 metros com iluminação cênica. O feriado de Navegantes também será de Passe Livre nos ônibus da Capital. Quanto ao funcionamento do trânsito, haverá bloqueio da avenida Sertório entre as ruas Voluntários da Pátria e a Santos Pedroso. O acesso à Ponte do Guaíba permanecerá liberado nos dois sentidos.

O Gabinete de Crise do Governo do Estado emitiu Alerta, pela segunda semana consecutiva, para todas as 21 regiões Covid do Sistema 3As de Monitoramento, que é responsável pelo gerenciamento da pandemia no Rio Grande do Sul. Segundo o governo, o Estado apresenta o nível mais elevado de contaminação desde o início da pandemia. Todas as regiões alcançaram o maior nível de incidência semanal, o que indica o risco de contágio generalizado. Em sua fala, o governador Eduardo Leite disse que mesmo que a ocupação de leitos não acompanhe o número de casos, como observado em ondas anteriores, há um aumento da pressão sobre a capacidade de atendimento hospitalar, indicando a necessidade de agir localmente para reduzir o risco de contágio. Em janeiro, já foram confirmados 315 mil casos no Rio Grande do Sul, número que supera em 35% o pico ocorrido em março do ano passado e equivale a quase 3% da população gaúcha. Além da elevação do contágio ao longo do mês, o número de óbitos também apresentou aumento, passando de 35 óbitos semanais ao fim de 2021 para 232 óbitos registrados na última semana de janeiro. Com isso, a taxa de mortalidade semanal se equipara aos níveis de agosto de 2021.

A produção industrial brasileira cresceu 2,9% em dezembro, na comparação com novembro. É a primeira taxa positiva desde maio, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE.  O setor conseguiu fechar 2021 com um avanço de 3,9%, depois de dois anos seguidos de perdas. Apesar do resultado positivo em dezembro, o setor ainda se encontra 0,9% abaixo do patamar pré-pandemia, que ocorreu em fevereiro de 2020. O nível recorde é de maio de 2011. Naquela época a produção industrial era 17,7% maior que a atual.

Uma massa de ar seco e quente ganha mais força nesta quarta-feira no Rio Grande do Sul. Após uma manhã de temperaturas amenas no Estado, à tarde o calor ganha bastante força. O dia fica bastante abafado, principalmente na Fronteira Oeste, na Região Central e na Região Noroeste. As máximas ultrapassam os 40°C em várias cidades. Não há previsão de chuva. Na quinta-feira, o tempo volta a mudar em boa parte do estado, devido à aproximação de uma frente fria que se desloca pelo oceano. Pode haver chuva e existe o risco de temporais isolados na metade Sul e no Noroeste. Nas demais regiões, a previsão é de pancadas de chuva na parte da tarde. A tendência é que o tempo continue instável na sexta-feira e as temperaturas voltem a ficar amenas.


Compartilhe: