Implosão do antigo prédio da SSP tem data marcada

As ações programadas ao longo da próxima semana terão impacto na mobilidade urbana da cidade já na véspera da implosão

Compartilhe:
Foto: Rodrigo Ziebell/GVG

O prédio da antiga sede da SSP (Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul), destruído por um incêndio na noite de 14 de julho de 2021, será implodido às 9h do domingo, dia 6 de março. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (25), em uma coletiva de imprensa do vice-governador e secretário da Segurança Pública, o delegado Ranolfo Vieira Júnior.

Na coletiva, as autoridades divulgaram todo o planejamento da operação e os impactos na rotina da capital. Segundo o governo, a prioridade é garantir a segurança da população e dos agentes. As ações programadas ao longo da próxima semana terão impacto na mobilidade urbana da cidade já na véspera da implosão.

Além disso, a ação vai provocar a evacuação total de residências e estabelecimentos em um raio de 300 metros a partir do prédio da antiga sede da SSP. Em função disso, haverá fechamento temporário de importantes equipamentos urbanos como a estação rodoviária e parte das estações do trensurb, além de bloqueios de trânsito que abrangem a rua Voluntários da Pátria e a avenida Castelo Branco, uma das principais entradas da cidade.

“Este processo é fruto de intenso esforço coletivo. São 28 instituições trabalhando de maneira integrada para garantir o sucesso da operação e, principalmente, a segurança de todos, tanto da população como dos agentes que irão atuar no cenário”, afirmou o vice-governador e secretário da Segurança Pública. E concluiu dizendo que “Precisaremos muito, também, que a imprensa, agora, se some a este esforço para levar a toda comunidade as informações sobre a evacuação e as mudanças nos serviços de mobilidade na região” disse.

A previsão é que, na data da implosão, em apenas sete segundos restem 20 mil toneladas de escombros no terreno da rua Voluntários da Pátria, 1.358, em Porto Alegre.


Compartilhe: