Fortes chuvas matam ao menos 38 em Petrópolis, RJ

A parte central do município ficou inundada e um grande deslizamento de terra no Morro da Oficina foi registrado, tendo atingido por volta de 80 residências. 

Compartilhe:
Foto: reprodução / TV Globo

As fortes chuvas que atingiram na terça-feira (15) a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, deixaram pelo menos 38 pessoas mortas, segundo informações do Corpo de Bombeiros. Outras 16 pessoas foram resgatadas com vida. A prefeitura da cidade decretou estado de calamidade pública em virtude das chuvas.

A parte central do município ficou inundada e um grande deslizamento de terra no Morro da Oficina foi registrado, tendo atingido por volta de 80 residências. Além das inundações, o mau tempo também provocou diversas quedas de árvores e deixaram pessoas ilhadas.

Em seis horas, o acúmulo de chuva atingiu a marca de 260 milímetros, sendo que a média prevista para o mês de fevereiro inteiro era de 232 milímetros.

Foto: reprodução / TV Globo

Segundo a Defesa Civil, há 184 pessoas acolhidas em pontos de apoio que funcionam em escolas da cidade. Os postos de saúde e hospitais estão lotados de pessoas feridas. O Hospital da Unimed suspendeu as cirurgias eletivas e o atendimento ao público, nesta quarta, para atender os pacientes transportados pelo Samu e Corpo de Bombeiros.

As aulas da rede municipal de ensino estão suspensas nesta quarta-feira. Serviços administrativos da prefeitura também não vão funcionar.

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, comentou sobre as chuvas nas redes sociais. Em uma conversa com o prefeito Rubens Bomtempo, o político afirmou que pediu para que “parte dos secretários se desloquem para apoiar a população”. Oito ambulâncias foram disponibilizadas para auxiliar no resgate e outras 10 aeronaves vão apoiar os bombeiros a partir desta quarta-feira (16).

Foto: reprodução / TV Globo

Compartilhe: