Com uma má atuação, Inter é derrotado pelo Ypiranga no Gauchão

O Ypiranga termina o sábado como líder do Gauchão, com 9 pontos. O Inter perde a invencibilidade e é o terceiro, com 7 pontos, agora atrás do Grêmio

Compartilhe:

O Internacional perdeu por 3 a 1 para o Ypiranga, em Erechim, na tarde deste sábado (5), pela quarta rodada do Campeonato Gaúcho. E o resultado reflete o que foi o jogo. O Ypiranga competente, marcando forte e saindo rápido. E, por sua vez, o Inter também contribuiu, em uma atuação muito abaixo.

No lado Colorado, algumas atuações individuais muito ruins chamaram atenção. A principal delas foi Heitor. Durante boa parte do jogo havia uma avenida na sua lateral, por onde os jogadores adversários passavam sem dificuldade. Do lado esquerdo da zaga, Cuesta e Moisés também estavam atabalhoados.

Na abertura do meio-campo, Rodrigo Dourado parece justificar a busca desenfreada da direção do Inter por volantes. Já na parte do ataque, Caio Vidal não tem dito a que veio. É um jogador de recursos técnicos limitados e que também não oferece contribuições táticas.

As escolhas de Medina parecem ter como explicação o revezamento de início de temporada. Mas é verdade que hoje não funcionou. Nem os já citados, nem, por último, David de centroavante.

O resultado das escolhas e das atuações foram dois tempos em que o Inter só mostrou algo em poucos momentos da primeira etapa, e viu o Ypiranga, com muita maturidade, definir o placar no segundo tempo.

Primeiro tempo

O jogo já começou intenso. Aos 3, Rodrigo Carioca tentou o giro sobre Heitor e caiu na área, mas a arbitragem, equivocadamente, mandou o jogo seguir. Na sequência, Daniel já precisou fazer as já costumeiras defesas para salvar o Inter. Depois, no desdobramento do lance, Caio Vidal recebeu uma entrada na área adversária e o juiz marcou pênalti. Edenilson bateu e Edson defendeu.

Aos 15, uma das poucas boas jogadas do Inter na partida terminou com um chute de Boschilia no travessão. Aos 23, porém, o Ypiranga marcou em um belo chute de Lorran. O lance começou em um jogada onde Heitor não conseguiu segurar o marcador. Erick avançou pela direita e tocou para Rodrigo Carioca, que chutou para o gol. Daniel fez boa defesa, mas a bola chegou para Lorran no rebote.

Depois do gol, o jogo seguiu intenso, mas com o Inter muito desorganizado. O Colorado ensaiou uma marcação pressão, mas sem sucesso. A equipe estava muito espaçada e muito pouco entrosada. Porém, mais na base da vontade, o Inter empatou com Bruno Mendez, aos 46.

Segundo tempo

Medina apostou só na conversa no intervalo e não mudou a equipe. Não funcionou. Pelo contrário. O treinador argentino viu o Ypiranga abrir vantagem no marcador.

Aos 5, Erick recebeu um passe de Robson nas costas de Heitor e chutou cruzado. Dessa vez Daniel não conseguiu evitar o gol da equipe de Erechim.

No minuto seguinte, Erick marcou novamente. Cuesta errou a saída de bola e Lucas Falcão aproveitou e disparou com a bola. Erick recebeu já dentro da área e chutou para a defesa de Daniel. Porém, no rebote, ele driblou o goleiro do Inter e fez o terceiro do Ypiranga.

A partir daí o Inter não tinha muito o que fazer. Medina fez algumas trocas, como as entradas de Wesley e D’alessandro, mas nada que colocasse o time em condições de melhorar a situação no placar.

Situação e próximos jogos

O Ypiranga termina o sábado como líder do Gauchão, com 9 pontos. O Inter perde a invencibilidade e é o terceiro, com 7 pontos, agora atrás do Grêmio.
O próximo jogo do Inter é na próxima quarta-feira (9), no Beira-Rio, contra o Novo Hamburgo. O jogo será realizado às 21h30. Já o Ypiranga vai fechar a próxima rodada também às 21h30 só que de quinta-feira. A partida é contra o Juventude, no Alfredo Jaconi.

Escalações

Ypiranga

Edson; Gedeílson, Carlos Alexandre, Marcão (Windson) e Diego Porfírio; Lorran Rosendo (Guilherme Amorim), Falcão e Luiz Felipe (Robson); Matheusinho, Erick Samuel (Guilherme Beléa) e Rodrigo Bezerra (Jefferson) – 4-3-3Técnico: Luizinho Vieira

Internacional

Daniel; Heitor (Gabriel Mercado), Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Moisés Paulo Victor); Rodrigo Dourado, Liziero (Wesley), Boschilia (D’alessandro), Edenílson e Caio Vidal (Maurício); David – 4-2-3-1Técnico: Alexander Medina

Arbitragem

Árbitro: Wagner Silva Echevarria
Auxiliar: Tiago Augusto Kappes Diel
Auxiliar: Maíra Mastella Moreira


Compartilhe: