Assinado decreto que declara situação de emergência na região do Partenon, em Porto Alegre

Compartilhe:

O prefeito Sebastião Melo assinou nesta quinta-feira (10) o decreto que declara situação de emergência em cinco bairros da Capital. A assinatura do decreto, publicado em edição extra do Dopa (Diário Oficial de Porto Alegre), contou com a presença de representantes do bairro Partenon.

Além do Partenon, estão incluídas a Vila São José, Vila João Pessoa, Coronel Aparício Borges e Santo Antônio. Essas regiões sofrem com problema de abastecimento de água provocado pela estiagem que atinge a cidade.

O documento possibilita que o município possa implementar medidas de forma rápida, com o objetivo de minimizar o problema do abastecimento nestes locais.

Apoio financeiro

Além do decreto, a Defesa Civil do município irá apresentar um relatório ao Governo do Estado para buscar reconhecimento da situação de emergência em âmbito estadual. Com essa homologação, a prefeitura busca também apoio federal, para que haja aporte financeiro de ambos para a realização de mais investimentos.

Próximos passos

Publicado o decreto, a tarefa agora é o cadastramento das famílias para identificar os locais que precisam de caixas d’água, o que ficará a cargo do Demhab (Departamento Municipal de Habitação) na próxima quarta-feira. O secretário municipal de Habitação e Regularização Fundiária, André Machado, explica que o Departamento vai “iniciar esse cadastro pelos altos da escola, local onde já estivemos com o prefeito. Com esse levantamento, auxiliaremos os outros setores para que possamos avançar em medidas necessárias para as regiões”, diz.

Paralelo a isso, o Dmae (Departamento Municipal de Água e Esgoto) começa nesta sexta-feira (11) o processo topográfico da região para estudar a instalação da rede e reservatórios de água. “Essa análise nos permitirá entender a complexidade da obra necessária para a região, bem como o que precisa em termos de investimento. Vamos levar água para as residências com ações ininterruptas, iniciando com medidas emergenciais e seguindo com obras de maior complexidade”, enfatiza o diretor-geral do Dmae, Alexandre Garcia.


Compartilhe: