Helicóptero da Brigada Militar cai durante exercício em Capão da Canoa

O caso ocorreu durante um exercício que estava sendo realizado no aeroporto de Capão da Canoa. Instrutor e aluno “estão bem e passam por avaliação médica”, segundo a Brigada Militar.

Compartilhe:

Um helicóptero da Brigada Militar sofreu um acidente na manhã desta quinta-feira (10), em Capão da Canoa, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. A aeronave era utilizada em um exercício que estava sendo realizado no aeroporto do município.

A Brigada Militar afirma que um aluno-piloto fazia uma manobra de pane a baixa altura. Trata-se de um exercício corriqueiro e realizado à exaustão, para treinar a tripulação a reagir a situações de emergência. No entanto, ainda por razões desconhecidas, ele e o piloto-instrutor não conseguiram recuperar a altitude de aeronave. O equipamento tombou no solo e sofreu danos estruturais.

Os dois policiais, um tenente-coronel e um major, não ficaram feridos, “estão bem e passam por avaliação médica”. Eles foram atendidos por paramédicos do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhados para avaliação médica.

O equipamento que sofreu o acidente é um Schweizer 269C-1, de matrícula PR-CEU, fabricado em 2007. O equipamento, que é de fabricação norte-americana (estadounidense), foi comprado pela Brigada Militar no ano de 2010. Ele tinha certificado de aeronavegabilidade válido até 11 de novembro de 2022.

Diante do acidente, o aeroporto de Capão da Canoa foi fechado para pousos. O local está isolado para a realização de uma perícia por parte do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) e da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Acidente com helicóptero da Brigada Militar ocorreu em Capão da Canoa.
Acidente com helicóptero da Brigada Militar ocorreu em Capão da Canoa. Foto: reprodução de vídeo / RBS TV

Confira a nota da Brigada Militar

A Brigada Militar informa que na manhã dessa quinta-feira (10/02), por volta das 10h, em instrução regulamentar em aeronave de treinamento, no aeroporto de Capão da Canoa, ao finalizar manobra simulada de emergência os pilotos não conseguiram recuperar a altitude e tombaram.

A bordo estavam os pilotos aluno (major) e instrutor (tenente-coronel), que não ficaram feridos, estão bem e passam por avaliação médica preventiva. O local foi isolado para avaliação dos órgãos responsáveis da investigação na área de aviação (Cenipa e Anac).

O aeroporto está fechado para pousos até a liberação da área pelos órgãos de investigação de acidente aeronáutico.


Compartilhe: