Em 30 minutos, ação recolhe mais de 900 bitucas de cigarro da faixa de praia de Imbé

A  equipe Eco Imbé realizou a 4º edição do Pit Stop da Bituca de Cigarro na beira-mar de Imbé, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, durante o fim de semana.

Compartilhe:
A iniciativa recolheu 983 bitucas de cigarro da faixa de areia, cobrindo em torno de 200 metros da área em 30 minutos. Foto: Divulgação

 

A  equipe Eco Imbé realizou a 4º edição do Pit Stop da Bituca de Cigarro na beira-mar de Imbé, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, durante o fim de semana.

Com aproximadamente 30 voluntários, a iniciativa recolheu 983 bitucas de cigarro da faixa de areia, cobrindo em torno de 200 metros da área em 30 minutos no último sábado (19).

A equipe ainda realizou uma intervenção, de cerca de 15 minutos, nas mesas da orla, explicando para as pessoas presentes sobre a ação, além de alertar sobre os malefícios que o cigarro causa a saúde e o impacto ambiental que a bituca gera no solo, nos rios e nos mares sendo descartada de forma incorreta.

Cerca de 95% dos filtros de cigarro são compostos de acetato de celulose, material de difícil degradação. Este microlixo leva em torno de cinco anos ou mais para se degradar, por isso a importância de descartá-lo corretamente.

“Nossa meta nessa atividade, é levar consciência aos fumantes que frequentam a praia, para que não descartarem as bitucas de forma incorreta, já que este microlixo é um grande vilão à fauna costeira e marinha”, explicou o coordenador da Eco Imbé, Cleverton da Silva.


Compartilhe: