Rio Grande do Sul tem mais 10 mil casos positivos de Covid-19 e média móvel cresce mais de 600%

Conforme a Secretaria da Saúde, saíram 10.594 novos testes positivos para a Covid-19 apenas nesta quarta-feira (12).

Compartilhe:

O contágio por coronavírus vem aumentando exponencialmente no Rio Grande do Sul. A média móvel de casos cresceu mais de 600%, em comparação com duas semanas atrás. Os prováveis motivos para esta nova onda são a transmissão comunitária da variante Ômicron, muito mais transmissível que a Delta, somada à época de veraneio no Litoral Norte.

Conforme a Secretaria da Saúde, saíram 10.594 novos testes positivos para a Covid-19 apenas nesta quarta-feira (12). Mais de 49 mil pessoas foram diagnosticadas nos últimos dez dias e são consideradas em acompanhamento, ou seja, ainda podem transmitir o vírus. A taxa de recuperados caiu de 97% para 94%. Ao total, desde o início da pandemia, são mais de 1,5 milhão de casos de Covid-19 no Rio Grande do Sul.

A média móvel de casos, que considera o número de casos de duas semanas atrás e de hoje, teve um crescimento abrupto. A variação é de 657%. Há duas semanas eram 816 casos registrados por dia no Rio Grande do Sul. Hoje a média chegou no patamar de 6.174 novos casos por dia. Em sete dias, o número de novos casos tem méida de 6.687 por dia.

A região com maior crescimento é a do Litoral Norte, onde a média móvel de casos cresceu 542,7% no período de sete dias, considerando até o dia de ontem (11). Nos últimos sete dias, foram confirmados 2.750 casos na região Covid de Capão da Canoa, que integra municípios próximos. A incidência de casos a cada 100 mil habitantes alcançou a maior média desde o início da pandemia.

A média de móvel de mortes, no entanto, segue tendência de queda. Foram registrados 5 óbitos hoje, contra 6 há duas semanas. O número de óbitos pelo contágio do vírus SARS-CoV-2 chegou a 36.502.

A taxa de ocupação de leitos no Estado é de 52,4%. Há 1.673 pacientes em 3.190 leitos de UTI no Rio Grande do Sul.


Compartilhe: