Ouça no Meio-Dia: Cão é resgatado de dentro de bueiro no Litoral e outras notícias

Confira as principais notícias da manhã desta segunda-feira, 31 de janeiro de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

Um grupo de bombeiros voluntários de Balneário Pinhal, no Litoral Norte, resgatou um cachorro de dentro de um bueiro. O fato ocorreu na tarde de sábado. O animal estava preso em um encanamento a cerca de 15 centímetros de profundidade e coberto por concreto. O pedido de resgate foi feito por uma mulher que passou pelo local e ouviu o choro do cachorro. O animal já estava apenas com parte da cabeça para fora. Para realizar o resgate, os bombeiros precisaram quebrar um cano e o concreto que cobre o bueiro. A ação durou aproximadamente uma hora. O cachorro foi retirado com uma lesão no olho, possivelmente já com alguma infecção. Depois, ele foi encaminhado para o serviço veterinário da região, para receber os devidos cuidados. Segundo a coordenação da equipe que realizou a ação, o cão estava bastante assustado, mas era muito dócil. Não foi possível saber há quanto tempo ele estava preso naquele local. O encanamento onde estava o cachorro faz parte do sistema de escoamento de um comércio na região.

Seguem os trabalhos de busca pelo homem de 28 anos que desapareceu na tarde deste domingo no mar de Atlântida Sul, no Litoral Norte. De acordo com a Brigada Militar, Cleber Pereira dos Santos desapareceu por volta das 16h, próximo à guarita 109. O homem, que é natural de Porto Alegre, estava acompanhado de um adolescente de 13 anos, que foi resgatado pelos guarda-vidas. O menino passa bem. O Corpo de Bombeiros havia realizado buscas pelo jovem até a noite de domingo. Os trabalhos foram retomados no início desta segunda-feira.

A Prefeitura de Porto Alegre começou a testar a liberação de tráfego de veículos na Esquina Democrática, no Centro Histórico. Apenas o trânsito de táxis e lotações será permitido por enquanto. Ação é um teste que atende solicitação de comerciantes do Centro de Porto Alegre. A circulação está permitida no trecho que começa na avenida Salgado Filho, passa pelo cruzamento com a rua dos Andradas e vai até a rua José Montaury. A velocidade máxima permitida no trecho será de 20 km/h. Agentes de fiscalização e a central de videomonitoramento da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) vão monitorar a região. Além da ação de liberar o tráfego, foi iniciada a revisão de toda a sinalização viária do Centro Histórico. Placas verticais serão substituídas por sinalização horizontal nos locais onde for verificada a possibilidade técnica, conforme as normas.

Subiu para 21 o número de mortes por causa das fortes chuvas que atingiram o estado de São Paulo nos últimos dias. Nove das vítimas são menores de idade, sendo oito crianças e um adolescente. Os temporais também causaram deslizamentos de terra, transbordamento de rios e alagamentos. O governador de São Paulo, João Doria, anunciou a liberação de R$ 15 milhões para as cidades afetadas. Segundo o governo paulista, cerca de 500 pessoas estão desalojadas em 11 cidades do estado. Na manhã de hoje, ainda chovia na capital paulista, mas não houve pontos de alagamento. Situação diferente de outras cidades, como Franco da Rocha na região metropolitana, onde a inundação causada pelas chuvas do fim de semana ainda não baixou. Em nota, o Ministério do Desenvolvimento Regional lamentou “as vidas perdidas” e se disse “à disposição” para ajudar./ Além disso, o Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, o coronel Alexandre Lucas, vai visitar São Paulo ainda nesta segunda-feira.

Uma frente fria que passa afastada no oceano provoca pancadas de chuva isoladas em parte do Estado nesta segunda-feira. A chuva está prevista para a Campanha e metade Leste do território gaúcho. Nas demais regiões, o tempo firme segue predominando. Nestes pontos, as temperaturas voltam a subir durante a tarde, principalmente na metade Oeste. Em Alegrete, a máxima chega a 35°C. Amanhã, uma área de alta pressão deixa o tempo firme no estado e existe a chance de chuva apenas no Litoral Norte e na Serra, em função do fluxo de umidade do oceano. A tendência é que o tempo continue estável na quarta-feira e volte a fazer calor na Campanha.


Compartilhe: