Ouça no Meio-Dia: a vacinação de crianças a partir dos 6 anos com Coronavac no Estado e outras notícias

Confira as principais notícias da manhã desta terça-feira, 25 de janeiro de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

O Rio Grande do Sul criou cerca de 159 mil vagas de emprego formal entre janeiro e novembro de 2021. É o que aponta o Boletim do Trabalho, um estudo publicado hoje pelo Departamento de Economia e Estatística da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão do Estado. O número significa um aumento de 6,4% em relação a novembro de 2020. Porém, o índice é o quarto pior do Brasil no período e inferior à média nacional, de 7,8%. Na análise de 12 meses, a contar de novembro de 2020 a novembro de 2021, a população com idade até 29 anos foi responsável por 88,4% dos 154,3 mil vínculos criados no Estado. Em contrapartida, pessoas com mais de 50 anos deixaram seus empregos. Quanto ao setor, a indústria teve o maior crescimento, seguido do comércio. Os segmentos industriais que mais se fortaleceram foram os de produção e instalação de máquinas e equipamentos, couros e calçados, metal e produtos alimentícios. Analisando por região, todas as nove regiões funcionais do Rio Grande do Sul tiveram alta na criação de empregos. O maior crescimento foi no Litoral Norte. Conforme o boletim, a situação foi intensificada pela pandemia, quando parte da população migrou para a região, fato que já vinha ocorrendo há alguns anos.

O governo do Estado anunciou a abertura da 8ª Rodada Conciliatória de Precatórios, que deve ser a maior da história do Rio Grande do Sul. O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado de ontem. Conforme o edital, o prazo para manifestar interesse em realizar acordo com a Câmara de Conciliação de Precatório se inicia em 4 de fevereiro e vai até 11 de março. Pela primeira vez, desde que o texto constitucional passou a prever a quitação de precatórios por meio de acordos diretos, serão chamados todos os credores de precatórios devidos pelo Estado do Rio Grande do Sul e pelos entes integrantes da administração indireta, ou seja, autarquias e fundações. Estão sendo convocados os credores de cerca de 65 mil precatórios do TJRS (Tribunal de Justiça), TRT4  (Tribunal Regional do Trabalho) e TRF4 (Tribunal Regional Federal). O credor deverá efetuar a manifestação de interesse de acordo com as regras previstas para cada tribunal que expediu o requisitório. A manifestação inicial para os precatórios do TRF4 e do TJRS deverá ser feita diretamente no sistema de Acompanhamento dos processos eletrônicos, o eproc.

O Rio Grande do Sul começa a vacinação contra a covid-19 de crianças entre seis e 11 anos com a vacina Coronavac na quarta-feira. A decisão foi pactuada ontem pela Secretaria da Saúde, através da Comissão Intergestores Bipartite. A Comissão operacionalizou a aplicação para o público de seis a 17 anos do imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac. A prioridade é para crianças de seis a 11 anos e, excepcionalmente, adolescentes de 12 a 17 anos, caso haja disponibilidade do imunizante. Segundo nota técnica do ministério, o imunizante Coronavac não deve ser aplicado em imunocomprometidos. Na sexta-feira passada, o Ministério da Saúde havia incluído o imunizante para esta faixa etária no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. A partir disso, a Secretaria da Saúde avaliou estoques das CRSs (Coordenadorias Regionais de Saúde) e iniciou o balanço com os municípios para ter o diagnóstico completo do quantitativo de doses à disposição em cada um. A Secretaria tem cerca de 83 mil doses de Coronavac na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos, em Porto Alegre. O quantitativo deve ser distribuído na quarta-feira. Para ampliar a oferta, a Secretaria aguarda uma nova remessa do Ministério da Saúde.

Em Porto Alegre, a Secretaria de Saúde ampliou novamente o público apto a receber a dose pediátrica da Pfizer a partir desta terça. Podem receber a dose todas as crianças a partir de nove anos. A vacinação de crianças indígenas, quilombolas, autistas, com comorbidade e deficiência a partir de cinco anos, também foi mantida. A imunização está disponível, das 8h às 17h, em sete unidades de saúde: Chácara da Fumaça, Clínica da Família IAPI, Clínica da Família José Mauro Ceratti Lopes, Moab Caldas, Nova Brasília, Santa Marta e Santo Alfredo.

A terça-feira será de forte calor e tempo instável, com pancadas de chuva em todo o Rio Grande do Sul. O sol aparece hoje e, com ele, o abafamento persiste em todas as regiões do Estado. As máximas voltam a ficar perto dos 40°C, em diversas cidades gaúchas. Casos de São Borja, Porto Alegre, Guaíba e Ijuí. Porém, ao longo do dia, as áreas de instabilidade ganham força e provocam pancadas de chuva pelo Estado. As chuvas, no entanto, devem ser irregulares, e atingem mais cidades localizadas na metade Oeste e Sul, além de áreas isoladas da Serra. Amanhã, uma nova frente fria avança pelo oceano e faz com que as tempestades isoladas se espalhem sobre todas as regiões, pondo fim à onda de calor. Existe a possibilidade de chuvas volumosas, com grandes acumulados na Campanha e metade Norte. A tendência é que o tempo firme volte a predominar a partir de sexta-feira, com temperaturas mais amenas se comparado aos dias anteriores.


Compartilhe: