INMET emite aviso para possibilidade de temporal no Rio Grande do Sul neste domingo

Conforme o órgão há chance de pancadas de chuvas, acompanhadas de rajadas de vento e queda de granizo, mas de maneira isolada.

Compartilhe:

O INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu um aviso para a possibilidade ocorrência de temporais isolados em grande parte do Rio Grande do Sul. O aviso é válido para todas as regiões gaúchas. Conforme o órgão há chance de pancadas de chuvas, acompanhadas de rajadas de vento e queda de granizo de maneira isolada.

A escala do INMET possui três tipos: o aviso é emitido quando há perigo potencial para ocorrência de temporais e possui a cor amarela; a advertência é quando há perigo para a ocorrência de tempestades, com ventania, raios e até granizo e possui cor laranja; e o alerta, quando devem ser tomadas medidas de precaução pelo risco muito elevado da ocorrência de fenômenos adversos em curto espaço de tempo e é marcado em vermelho.

domingo (2) é marcado pelo forte calor. A previsão aponta máxima de 42ºC no Estado. Conforme o Agora no Tempo, há possibilidade de chuva, em pontos isolados do Rio Grande do Sul da tarde pra noite e, pela alta temperatura, há risco de temporais localizados com granizo.

Neste sábado (1°), o calor foi intenso em várias cidades do Rio Grande do Sul, com recordes de temperatura. Mas o tempo virou ao longo do dia em algumas regiões. Na Fronteira Oeste, antes da chuva, o destaque foi a ventania. Em Dom Pedrito, o vento provocou uma  “nuvem de poeira” por causa da terra seca.

Mapa do Rio Grande do Sul com aviso para temporais neste domingo, dia 2 de janeiro de 2021.
Crédito: Agora no Tempo / Agora RS

Instruções em caso de temporal:

  • Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas.
  • Não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda
  • Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia.
  • Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Compartilhe: