Erupção submarina provoca tsunami de 1,2 metro em Tonga

Compartilhe:

Uma erupção submarina provocou ondas de até 1,2 metro em Tonga, arquipélago situado no sul do Oceano Pacífico, neste sábado (15). O tsunami atingiu a cidade de Nuku’Alofa, capital do reino, mas não deixou vítimas, embora tenha gerado uma fuga para lugares mais altos.

O fenômeno foi consequência da erupção do vulcão submarino Hunga Tonga-Hunga Ha’apai, que fica a 65 quilômetros de Nuku’Alofa e voltou à atividade poucas horas depois de um alerta de tsunami emitido na última sexta-feira (14) ter sido revogado.

“Foi enorme, o chão tremeu, nossa casa estava tremendo. Meu irmão mais novo pensou que bombas estavam explodindo”, disse a tonganesa Mere Taufa, que estava se preparando para jantar quando o vulcão entrou em erupção, ao site neozelandês Stuff.

Segundo ela, poucos minutos depois a água começou a invadir sua casa. “Sabíamos imediatamente que era um tsunami, a água estava jorrando em nossa casa. Dava para ouvir gritos por todo lugar”, declarou.

O rei de Tonga, Tupou VI, foi evacuado do palácio real de Nuku’Alofa e levado para um local seguro. As autoridades de Austrália, Fiji, Nova Zelândia e Vanuatu, países situados no Pacífico Sul, também emitiram alertas de tsunami por conta da erupção.


Compartilhe: